Galo fecha primeira fase com show dos suplentes e pega América na semi

Reservas do Atlético garantem mais uma vitória em dia inspirado de Marion; outra semifinal terá Cruzeiro x Boa

iG Minas Gerais | GUSTAVO ROCHA |

Parecia que o sol forte e o calor das quatro da tarde venceriam a disputa em um primeiro tempo que começou morno, disputado entre Atlético e Boa Esporte no Independência, mas os garotos da base alvinegra não deixaram os poucos torcedores que compareceram ao Independência na mão. A partida, válida pela última rodada da fase de classificação, poderia definir mudanças nas posições e classificação dos dois últimos semifinalistas do Campeonato Mineiro.

Enquanto a equipe de Varginha apostava em uma estratégia cautelosa, se arriscando pouco no ataque, o time alvinegro insistia em fazer a ligação direta da defesa ao ataque, com bolas esticadas pelos zagueiros. Quando conseguiu colocar a bola no chão e adiantar seu meio de campo, o Galo marcou seu primeiro gol.

Superando o marasmo insistente da partida, o volante Rosinei, com a braçadeira de capitão, arrancou pela faixa central e serviu o meia Marion, que dominou uma bola complicada, que vinha um pouco atrás de sua passada, e teve tranquilidade para bater cruzado na saída do goleiro Jonatas. 1 a 0.

A trinca Marion, Neto Berola e Carlos começou a se entender trocando de posições entre o meio campo, as pontas esquerda e direita, confundindo a marcação adversária. A nota dissonante era o atacante André, pouco participativo na partida.

Aos 39 min, em ligação direta da lateral direita, o atacante disputou uma bola na intermediária, que sobrou limpa para Marion. Com tranquilidade, ele viu a saída do goleiro, deu um toquinho por cima e marcou um belo gol. 2 a 0.

O Boa tentou pressionar o Galo, que com a vitória encaminhada relaxou na volta para o segundo tempo, mas não conseguiu criar chances reais de gol, por conta da partida segura do goleiro Giovanni e da falta de pontaria de seus atacantes.

O personagem da partida, até então discreto no segundo tempo, voltou a aparecer. Aos 24 min, Alex Silva encontrou Marion solto na ponta esquerda. O meia cruzou para o jovem Carlos, em sua primeira partida como titular, marcar e dar números finais à partida. Aos 40 min, Marion foi substituído por outro garoto da base, Dodô e foi muito aplaudido pela torcida. 

Leia tudo sobre: galoatleticovitoriaboa esportecampeonato mineiro