Em 4º, Alonso também reclama de problemas no motor

Um dos chefes da área técnica da equipe, Pat Fry confirmou que os dois carros da Ferrari sofreram com problemas técnicos neste domingo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Fernando Alonso também apontou problemas em sua Ferrari, neste domingo, após o GP da Austrália de Fórmula 1. Mas, ao contrário de Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, seus principais rivais nos últimos anos, o piloto espanhol conseguiu completar a prova e até esteve perto de brigar por uma vaga no pódio.

Alonso terminou a prova em quinto lugar, mas ganhou uma posição no resultado final porque o segundo colocado, Daniel Ricciardo, da Red Bull, foi desclassificado. Mesmo fora do pódio, o piloto da Ferrari se mostrou satisfeito com sua performance, principalmente em razão das dificuldades impostas pelos novos motores da F1.

"A confiabilidade do carro nunca pode ser garantida. As primeiras 15 voltas da corrida foram caóticas. Eu não tinha o motor elétrico [sistema de recuperação de energia] nas três primeiras. A confiabilidade nunca vai estar em 100%. Teremos que trabalhar em todos os setores do carro", comentou Alonso.

Um dos chefes da área técnica da equipe, Pat Fry confirmou que os dois carros da Ferrari sofreram com problemas técnicos neste domingo. "Mesmo assim, colocamos os dois carros na zona de pontuação, o que significa que o carro ainda tem potencial para crescer", declarou.

Para o espanhol, a superioridade da Mercedes foi visível nesta primeira prova do ano. "Os motores Mercedes são de outra categoria. Fiquei atrás da Force India [de motor Mercedes] e era impossível ultrapassar. No mano a mano, é complicado. Acabamos ficando 40 segundos atrás do vencedor da corrida e isso é algo que temos que ver em detalhe para melhorar".

Como consolo, Alonso valoriza a vantagem obtida contra Hamilton e Vettel. "Não foi um pódio, que seria uma maneira legal de começar, mas temos dez pontos [12, após a desclassificação de Ricciardo] a mais que Vettel e Hamilton. Essa é a maneira positiva de ver esta corrida", disse o espanhol.

Leia tudo sobre: alonsoreclamacarroformula 1gp australia