Brasileiro fica em 21º no esqui cross-country em Sochi

Medalha de ouro ficou com o canadense Chris Klebl, que completou a prova com o tempo de 30min52s

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Brasil encerrou sua modesta participação nos Jogos Paralímpicos de Inverno, neste domingo, com o 21º lugar de Fernando Aranha na prova de 10km do esqui cross-country, em Sochi, na Rússia. Depois da disputa, ele carregará a bandeira do país na cerimônia de encerramento dos Jogos.

Aranha completou a prova desta manhã com o tempo de 35min37s9. A medalha de ouro foi para o canadense Chris Klebl, com 30min52s. O ucraniano Maksym Yarovyi levou a prata, com 31min6s5, e o russo Grigory Murygin ficou com o bronze, com a marca de 31min18s2.

A prova deste domingo, no qual foi o 21º entre 27 atletas, foi a terceira de Aranha nesta primeira Paralimpíada de Inverno que contou com paratletas brasileiros. Ele foi o 15º colocado nos 15km, entre 21 competidores, e o 20º no sprint de 1km, entre 24 esportistas.

"Fiquei muito feliz por ter feito dentro do que esperava. Caí menos e consegui alcançar muito mais rápido os que saíram na minha frente. Desta vez, a estratégia foi um pouco diferente. Larguei visando manter uma consistência, e deu certo", avaliou Aranha, responsável por abrir e fechar a participação do Brasil na competição.

"Aprendi e me diverti muito nos Jogos. Fui o primeiro brasileiro mas, com certeza, não serei o último. O trabalho está apenas começando. Eu acredito que temos muito potencial para desenvolver na neve. Viemos para ver como funcionava. Agora que já descobrimos, vamos treinar para dar trabalho aos outros países", afirmou.

Em sua primeira participação nos Jogos Paralímpicos de Inverno, o Brasil contou com apenas dois atletas. Além de Aranha, André Cintra defendeu as cores brasileiras, no snowboard. Ele terminou a prova em 28º, entre 33 atletas, na sexta-feira.