Liverpool faz 3 a 0 no Manchester United no Old Trafford

Desde março de 2009, a equipe do atacante uruguaio Luis Suárez não vencia o adversário no estádio

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Liverpool se manteve na cola do líder Chelsea, na briga pelo título do Campeonato Inglês, com uma grande vitória neste domingo sobre o Manchester United. Sem tomar conhecimento do arquirrival no Old Trafford, o time de Luis Suárez e Steven Gerrard venceu por 3 a 0 e esteve perto de aplicar uma goleada. Só não o fez porque Gerrard perdeu um pênalti após converter outras duas penalidades na partida.

A vitória renovou o ânimo do Liverpool, que não vencia o rival no Old Trafford desde março de 2009, e empolgou o elenco na briga pelo título. Com 62 pontos, o time reduziu para quatro a diferença para o Chelsea, que perdeu do Aston Villa no sábado. O Liverpool tem boas chances de alcançar o rival porque tem um jogo a menos na tabela e ainda enfrentará a equipe do técnico José Mourinho nas rodadas finais.

Já o Manchester United acumulou mais uma decepção, que irritou a torcida e aumentou a pressão sobre o técnico David Moyes. Com este resultado, o time perdeu as duas partidas contra o Liverpool neste Campeonato Inglês - no Anfield Road, o triunfo foi por 1 a 0. Além disso, estacionou nos 48 pontos e ficou mais distante da zona de classificação para as competições europeias da próxima temporada.

Liverpool e Manchester United fizeram um primeiro tempo equilibrado, com ligeira superioridade dos visitantes, por causa de investidas perigosas de Sturridge, pela direita. O desequilíbrio surgiu em um lance bobo aos 32 minutos. Rafael acertou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou o pênalti, mas esqueceu que tinha acabado de dar cartão amarelo ao brasileiro e deixou de expulsá-lo de campo.

Sem perder um jogador em campo, o Manchester viu Gerrard bater com firmeza no canto, abrindo o placar. Nova penalidade beneficiou o Liverpool na volta do intervalo. No primeiro minuto, Jones fez falta em Allen e o juiz assinalou o pênalti. Gerrard, novamente, balançou as redes.

Mais solto em campo, o Liverpool levava maior perigo. E quase anotou o terceiro, também de pênalti, cavado por Sturridge, que se jogou na área e causou a expulsão de Vidic. Aos 33, Gerrard acertou o pé da trave e desperdiçou a oportunidade. Mas o terceiro gol acabaria surgindo cinco minutos depois, quando o mesmo Sturridge arriscou de fora da área, mas bateu mal. A bola sobrou para Suárez, em posição regular, bater para as redes.

Sem fazer maior esforço, o Liverpool, que passou a contar com os brasileiros Lucas Leiva e Philippe Coutinho no segundo tempo, administrou bem a vantagem nos minutos finais e ainda criou chances para ampliar a diferença no marcador.

Leia tudo sobre: liverpoolvencemanchester unitedcampeonato ingles