Sorte de principiante foi uma das razões para atriz ingressar na TV

iG Minas Gerais |

A estreia de Manuela do Monte na televisão é um bom exemplo de que algo de bom pode acontecer quando se está na hora e no lugar certos. Diretor de “A Casa das Sete Mulheres”, Jayme Monjardim procurava por atrizes gaúchas e deparou-se com uma foto promocional de Manuela no filme “Manhã Transfigurada”, sua primeira experiência audiovisual.

Sem saber o paradeiro da atriz, Monjardim ficou surpreso ao ver que Manuela tinha sido testada para a minissérie e aguardava uma posição da produção. “Me ligaram contado essa história e eu fiquei perplexa. Era tudo muito novo para mim. Foi difícil me manter centrada”, conta.

A boa repercussão da minissérie e do desempenho de Manuela fizeram com quem ela passeasse por diversos núcleos dentro da Globo. Mas, vez ou outra, se reencontrava com Monjardim, como aconteceu em novelas como “Páginas da Vida” e “A Vida da Gente”. “É claro que tive momentos de muito nervosismo. E, nessa hora, um diretor de atores faz toda a diferença. Aprendi muito com o Monjardim em estúdio”, relembra ela. (GB)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave