Sada-Funec-Contagem vence e força terceiro jogo na semi da Superliga B

Equipe cruzeirense superou pressão de 1.600 torcedores do Voleisul-Paquetá Esportes-RS para confirmar vitória na cidade de Novo Hamburgo

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Sada se recuperou na partida após primeiro set ruim
DANIEL NUNES - DIVULGAÇÃO
Sada se recuperou na partida após primeiro set ruim

O Sada-Funec-Contagem continua vivo na disputa da Superliga B. Depois de perder o primeiro jogo da semifinal, dentro de casa, para o Voleisul-Paquetá-Esportes-RS, em jogo equilibrado, o time mineiro, comandado pelo técnico Henrique Furtado, precisava da vitória, fora de casa, para empatar a série e forçar o terceiro jogo, dentro de seus domínios.

Mesmo atuando longe de seus domínios, na cidade de Novo Hamburgo, a equipe mostrou poder de reação para buscar a virada e jogar a decisão para o ginásio do Riacho, na próxima terça-feira, às 20h.  Se perdesse, o Sada se despediria da competição e terminaria na terceira posição. O jogo da noite deste sábado foi equilibrado e cheio de emoção, definido somente no tie-break (11/21, 21/17, 21/18, 16/21 e 15/13)

Mas a situação de pressão não incomodou o elenco, que conseguiu ter equilíbrio e bom volume de jogo em um momento decisivo da competição.

Depois de jogar mal e errar muito no primeiro set, o Sada melhorou nas duas parciais seguintes para virar o jogo e deixar clara sua maturidade e eficiência. No quarto set, o ponto a ponto se manteve apenas até os sete pontos, antes do Sada voltar a cair de produção. Os donos da casa aproveitaram o mau momento para imprimir bom ritmo e levar a partida para a quinta etapa.

O tie-break foi tenso e o empate permaneceu até os cinco pontos. A partir daí, os gaúchos começaram a errar mais do que deveriam e os mineiros agradeceram para abrir vantagem e confirmar a vitória.

Apesar de jovem, o time não se sentiu intimidado com os 1.600 presentes que encheram o ginásio da Sociedade Ginástica para apoiar a equipe gaúcha, que tem o técnico Gílson e o oposto André Nascimento como referências.

Responsável pela melhor campanha na fase de classificação, o Sada espera contar com o apoio da sua torcida para garantir vaga na decisão logo na sua temporada de estreia no torneio de acesso. Os mesmos torcedores responsáveis por ajudar o time na Superliga masculina podem ser os responsáveis por levar a equipe à maior conquista em sua trajetória.

Na final.  Quem já está na final é o São José dos Campos-SP. Os paulistas se classificaram após duas partidas, ao vencer, ontem à tarde, o Santo André-SP por 3 a 2 (26/24, 21/23, 21/14, 18/21 e 15/11).

“Agora é recuperar os meninos. O condicionamento físico é bom, mas precisamos trabalhar para uma final. Vamos começar a trabalhar tudo de novo para esse jogo. O momento é de curtir a vitória, porque conseguimos nosso objetivo que era chegar à final.

Jogamos bem tecnicamente e taticamente e reagimos com ainda mais força quando provocados”, analisa o técnico Reinaldo Bacilieiri, do São José.