Aeroporto Industrial é inaugurado em Confins

Instalação contou com o investimento do governo do Estado de cerca de R$ 17 milhões, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Empreendimento será administrado pelo concessionário do AITN e entra em operação a partir de agosto deste ano
Gil Leonardi/Imprensa MG
Empreendimento será administrado pelo concessionário do AITN e entra em operação a partir de agosto deste ano

O Aeroporto Industrial de Confins foi inaugurado nesta sexta-feira (14), em solenidade presidida pelo governador Antonio Anastasia. Localizado no sítio do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN), em Confins, a construção ocupa uma área de 8 mil m², incluindo o entreposto e área de manobra.

Para a instalação, foi investido cerca de R$ 17 milhões pelo governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), na construção e implementação da infraestrutura do espaço cuja área total tem 46 mil m². A iniciativa surgiu por meio de uma parceria entre o governo, a Receita Federal e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Durante a solenidade, o governo assinou memorando de entendimento com outras 17 instituições para o desenvolvimento e consolidação da Cadeia Produtiva de Bioquerosene para a Aviação no Estado de Minas Gerais.

Para Anastasia os anúncios realizados para o desenvolvimento irão favorecer não apenas o Vetor Norte, mas todo o Estado. “Estamos resgatando compromissos que fizemos em 2010, no início da nossa caminhada. O Vetor Norte como pilar do desenvolvimento, o Aeroporto Industrial como equipamento fundamental para permitir agregação de valor aos produtos, aqui, desenvolvidos, e a inovação com relação aos novos combustíveis como elemento imprescindível para o desenvolvimento tecnológico”, declarou.

Além do governo de Minas, também assinaram o memorando a Acrotech Sementes e Reflorestamento Ltda, Amyris Brasil Ltda, Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Azul Linhas Aéreas Brasileiras S/A, Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), The Boeing Company, Boeing Brasil Serviços Técnicos Aeronáuticos Ltda, Byogy do Brasil Ltda, Camelina Company Brasil, Companhia Mineira de Açúcar e Álcool, Consórcio AeroBrasil, Curcas Diesel Brasil Ltda, Embraer, Empresa Brasileira de Infraestrutura  Aeroportuária  (Infraero), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

O empreendimento será administrado pelo concessionário do AITN e entra em operação a partir de agosto deste ano. As empresas interessadas já podem entrar em contato com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e com o consórcio AeroBrasil. De acordo com a Sede, 20 empresas já manifestaram interesse em se instalar no espaço. Para se instalarem no Aeroporto Industrial as empresas devem ser credenciadas pela Receita Federal.

Com Agência Minas

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave