Conselho de Segurança da ONU votará resolução para crise na Crimeia

O esboço do documento assinala que a Ucrânia não autorizou o referendo marcado para domingo na Crimeia, no qual a população votará se aceita a separação

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Ocupação. Nesta sexta, soldados russos e soldados não identificados chegaram a Crimeia e começaram a patrulhar áreas da região ucraniana
Ivan Sekretarev
Ocupação. Nesta sexta, soldados russos e soldados não identificados chegaram a Crimeia e começaram a patrulhar áreas da região ucraniana

O Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) vai se reunir neste sábado para votar uma resolução sobre a crise na Ucrânia, mas a Rússia, que é membro permanente do conselho, deve vetá-la.

A missão de Luxemburgo à ONU tuítou nesta sexta-feira que o conselho se reunirá na manhã de sábado. Luxemburgo detém atualmente a presidência rotativa do conselho.

A proposta de resolução, obtida pela Associated Press, insta todas as partes a "buscar imediatamente a resolução pacífica dessa disputa por meio de diálogo político direto".

O esboço do documento assinala que a Ucrânia não autorizou o referendo marcado para domingo na Crimeia, no qual a população votará se aceita a separação da península da Ucrânia e anexação do território à Rússia e "declara que este referendo não pode ter validade e não pode formar a base para qualquer alteração do status da Crimeia".

Potências ocidentais esperam que a China, que costuma apoiar a Rússia dentro do conselho, deverá se abster desta vez, em vez de vetar a resolução.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave