Em selfies, brasileiras gostam de sensualizar e de sorrir

Conclusão é de uma pesquisa mundial que comparou comportamento dos adeptos do 'autorretrato' em cinco locais do mundo: Nova York, São Paulo, Bangcoc, Berlim e Moscou

iG Minas Gerais | Da Redação |

No site, é possível ver um compilado das fotos analisadas
SElfiecity/Reprodução
No site, é possível ver um compilado das fotos analisadas

Se você usa qualquer rede social, como Facebook e Instagram, já sabe que selfie é aquele autorretrato, cada vez mais popular inclusive em situações estranhas . Foi na tentativa de entender um pouco desse fenômeno que oito pesquisadores se uniram e criaram um mapeamento, denominado Selfiecity, com a ideia de mostrar as semelhanças e diferenças entre as fotos publicadas em cinco cidades: Nova York, Moscou, Berlim, Bancoc e São Paulo. O pioneiro projeto analisou 3.200 selfies publicadas no Instagram, gerando um banco de dados aberto e disponível na internet. Entre as conclusões da pesquisa, algumas são facilmente observáveis, como o fato de mulheres tirarem mais selfies do que os homens (Moscou foi a cidade com maior percentual de mulheres, 82%; em São Paulo, elas são responsáveis por 65% das fotos), e jovens serem mais adeptos da prática (a média de idade foi de 23,7 anos). Em relação a São Paulo, dois dados mereceram destaque dos especialistas. Primeiro: as brasileiras são as que mais 'sensualizam' nas fotos. Chegou-se a tal conclusão após a percepção do ângulo do rosto da pessoa. Além disso, ao lado de Bagcoc, a capital paulista também registrou um grande número de selfies 'sorridentes' (ao passo que Moscou registrou selfies mais sérios).  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave