Índia faz buscas por avião desaparecido em ilhas desabitadas

O arquipélago controlado pelo país, que se estende até o sul de Mianmar, contém 572 ilhas. Apenas 37 são inabitadas, com o resto coberto por densas florestas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Índia começou a fazer buscas em ilhas desabitadas no Mar de Andaman nesta sexta-feira (14), usando sensores de calor nos aviões que participam da procura pela aeronave da Malaysia Airlines que desapareceu no sábado. O país também fará buscas mais a oeste, na Baía de Bengala, segundo autoridades do país.

Dois aviões de reconhecimento da Força Aérea indiana sobrevoaram as ilhas de Andaman e Nicobar como precaução, depois que eles e dois navios promoveram buscas nos mares no entorno das ilhas sem encontrar evidências do avião, de acordo com o porta-voz e coronel do comando das três forças indianas na área, Harmit Singh.

O arquipélago controlado pela Índia, que se estende até o sul de Mianmar, contém 572 ilhas. Apenas 37 são inabitadas, com o resto coberto por densas florestas. O arquipélago tem quatro pistas de pouso, mas apenas o aeroporto principal de Port Blair poderia receber um grande jato comercial.

Como não houve progresso nas buscas até o momento, as autoridades malaias sugeriram nesta sexta-feira uma nova área de buscas de 9 mil quilômetros quadrados ao longo do Costa Chennai, na baía de Bengala, disse o Ministério da Defesa da Índia em comunicado. As buscas serão realizadas pelo comando naval do leste da Índia, de acordo com a nota.

O oficial da Guarda Costeira V.S.R. Murthy disse que a Índia pode mudar o foco na direção de águas ocidentais entre as ilhas e a costa indiana. Na sexta-feira, dois navios da Marinha ainda estavam navegando a leste da Ilha Grande Nicobar. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave