Produtos e serviços lideram ranking de reclamações

Somente esses dois setores foram alvo de 57% das quase 23 mil queixas feitas no Procon de Betim no ano passado; instituições financeiras aparecem em 3º lugar

iG Minas Gerais | José Augusto |

Ação. 
Rômulo é presidente da comissão da assembleia
Nelson
Ação. Rômulo é presidente da comissão da assembleia

No próximo sábado (15) comemora-se o Dia Mundial do Consumidor e, apesar das conquistas dos últimos anos, o número de reclamações contra as empresas não para de subir. Em Betim, segundo a Superintendência do Procon, só no ano passado, foram registradas 22.857 queixas dos consumidores.

A compra de produtos, com 7.198 reclamações, e o setor de prestação de serviços, com 5.862, lideraram o ranking, sendo responsáveis por 57% dos atendimentos no Procon de Betim. Instituições financeiras, problemas com a construção da casa própria, planos de saúde e questões envolvendo alimentos completam a lista.

“Produtos com defeito, assistência técnica que não resolve o problema, compra pela internet que não tem a mercadoria entregue, além de questões envolvendo a garantia, são as queixas que mais registramos”, disse a superintendente do Procon de Betim, Ana Lúcia Silva.

Em segundo lugar no ranking está a prestação de serviços. Ainda segundo a superintendente, as empresas de telecomunicações são os principais alvos das reclamações. “Telefonia fixa e móvel, internet e TV a cabo são as que apresentam mais problemas para os consumidores”, destacou.

Só nos dois primeiros meses deste ano, foram 1.500 reclamações no setor de serviços, com a telefonia registrando 46% das queixas, seguida por internet (24%), TV a cabo (15%) e assistência técnica (11%). Esse setor foi o motivo da reclamação da dona de casa Adriana Castro. “Há sete dias que estou sem internet em casa, e a operadora não consegue resolver o problema. É lastimável”, contou.

“Nosso papel é defender o consumidor e orientá-lo sobre a melhor maneira de cobrar pelos seus direitos. No ano passado, tivemos um resultado muito bom, em que, em mais de 85% dos casos, conseguimos resolver os problemas entre consumidor e empresa sem precisar encaminhá-los para a Justiça”, afirmou Ana Lúcia.

A previsão, segundo Ana Lúcia, é aumentar o número de atendimentos. “A partir de maio, queremos implantar um posto de atendimento do Procon nas principais regionais uma vez por semana”, disse. O Procon fica na avenida Edmeia Matos Lazzarotti, 1.655, no estacionamento do Betim Shopping. O telefone para informações é o (31) 3531-1188.

Ação de conscientização Para comemorar o Dia Mundial do Consumidor, a Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) fará uma ação na cidade no sábado (15), na praça do Ceabe, a partir das 9h. Durante o evento, serão distribuídos exemplares do Manual e Código de Defesa do Consumidor.

“Essa ação tem como objetivo levar a lei até o consumidor, para que ele possa conhecer os seus direitos. Ao mesmo tempo, ela é voltada também para os lojistas, contribuindo para uma melhor relação entre as duas partes. Já fizemos essa ação algumas vezes e conseguimos um resultado bem positivo”, disse o presidente da comissão da ALMG, deputado Rômulo Veneroso (PV).

Ele destaca ainda que todos os estabelecimentos comerciais são obrigados a ter um exemplar do código.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave