Mulher desembarca em rodoviária da capital e desaparece em seguida

Moradora de Poços de Caldas pretendia fazer uma visita a mãe que mora em Belo Horizonte, porém, não chegou no seu destino

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Uma moradora de Poços de Caldas, no Sul de Minas, está desaparecida há uma semana. A mulher de 41 anos sumiu após desembarcar na rodoviária de Belo Horizonte, na quinta-feira (6), depois do Carnaval.

Sheila Regina Martins deixou a cidade em que mora, na quarta-feira (5), para fazer uma visita a mãe que reside na capital mineira.

O ônibus que saiu de Poços de Caldas com destino a Belo Horizonte chegou na plataforma de desembarque da rodoviária da capital às 6h30 da quinta. Porém, de acordo com a delegada Cristina Coelli da Delegacia Especializada em Localização de Pessoas Desaparecidas da capital, ela pode estar em Belo Horizonte ou em qualquer lugar do país.

“Não temos certeza que ela está aqui (na capital). Imagens das câmeras de segurança do local mostram que ela desembarcou, mas, em seguida Sheila aparece com as malas nas mãos em uma das plataformas de embarque”, declara a delegada Cristina.

As imagens já estão sendo analisadas. No entanto, ainda não há informações concretas que Sheila teria deixado a rodoviária. 

Ainda segundo Cristina, a moradora de Poços de Caldas exerce a profissão de síndica em um condomínio de 19 prédios e precisa resolver os problemas de mais de 300 proprietários de apartamentos. 

Investigações dão conta de que nos últimos meses ela vinha tendo conflitos com um grupo de moradores. Mas, de acordo com a delegada Cristina, a princípio as questões não teriam relação com o sumiço, tendo em vista que Sheila havia sido reeleita ao cargo em fevereiro deste ano.

A mulher de 41 anos está casada há 12 e não tem filhos. Apurações da polícia dão conta que ela não tinha nenhum conflito familiar e nenhum quadro de depressão.

Quem tiver informações sobre a Sheila, pode ligar para 181 ou para 0800 28 28 197. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave