Léo chama responsabilidade para grupo na Liberta: "Virou obrigação"

Para zagueiro da Raposa, time tem de vencer, pelo menos, os próximos dois jogos no torneio; também confiante na qualidade da equipe, Willian afirma que não há razão para desânimo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

"Obrigação". É assim que o zagueiro Léo define os próximos duelos do Cruzeiro pela Copa Libertadores, cujos resultados serão fundamentais para a sequência ou não do time celeste na competição continental. E com três pontos ganhos em três jogos disputados, a Raposa sabe que precisa dar o seu melhor nas rodadas seguintes se quiser ir adiante. "Virou uma responsabilidade muito grande. Temos o próximo compromisso pela Libertadores e temos a responsabilidade de vencer as três partidas. Principalmente as próximas duas, que definem muita coisa. A gente sabe da responsabilidade que temos e virou uma obrigação. Sabemos da nossa qualidade", destacou o defensor azul. Apesar da atuação ruim da equipe mineira na derrota para o Defensor-URU por 2 a 0, o atacante Willian também adota uma postura confiante e aposta na qualidade do grupo para o Cruzeiro dar a volta por cima na Libertadores. O atacante lembra, ainda, que não há razão para desânimo. "A gente não perdeu nada também não. Não podemos deixar os comentários pessimistas de fora nos influenciar, que não tem nada diferente. A postura está muito boa, foram detalhes que nos fizeram perder. A gente tem que trabalhar no dia a dia, para que não sejamos surpreendidos novamente", frisou. O Cruzeiro volta a enfrentar o Defensor na próxima quinta-feira,  às 22h, no Mineirão.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposafutebolleoconfiançaobrigaçaowillian