Associação de consumidores processa operadoras por 3G ruim

Proteste entrou com ação em Brasília contra quatro empresas

iG Minas Gerais |

Tim e mais três operadoras não cumprem contrato de 3G
CRISTIANO TRAD / OTEMPO 14/0610
Tim e mais três operadoras não cumprem contrato de 3G

São Paulo. Em resposta as mais de 43 mil reclamações de consumidores que relataram problemas com a telefonia 3G, a Proteste Associação de Consumidores ingressou nesta quarta-feira na Justiça, em Brasília, com ações coletivas contra as operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo. A ação exige que as empresas ofereçam a conexão contratada com qualidade de serviço, sob pena de pagamento de pesadas multas por descumprimento. Além disso, a associação exige indenização por danos morais coletivos aos consumidores lesados por falhas na prestação de serviços, com descontos nas contas pelo período de um ano.

A ação também quer que as operadoras sejam proibidas de vender novos planos de telefonia móvel com tecnologia 3G até a regularização do sistema, com atendimento aos parâmetros da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As medições mensais têm apontado falhas das operadoras em boa parte do país.

No ano passado, a Proteste realizou a campanha “Em Busca do 3G Perdido” e coletou as reclamações sobre as dificuldades no uso desta tecnologia móvel, estimulando o consumidor a lutar por seus direitos na Justiça individualmente. Também foi feita uma pesquisa, quando foram percorridos mais de cinco mil quilômetros em 12 estados. A entidade constatou que só havia sinal regular de Internet móvel nas capitais e também nas regiões metropolitanas.

“Além da má cobertura, as empresas também não entregam a velocidade prometida com os planos 3G”, afirma Maria Inês Dolci, coordenadora da PROTESTE. As tarifas cobradas no Brasil estão entre as mais caras do mundo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave