Carros com mais de 13 anos puxam vendas de usados

. Enquanto o zero encalha, os velhos têm alta de 31,3%

iG Minas Gerais | Jáder Rezende |

Preferência. Carros com mais de 4 anos estão tendo boas vendas
DANIEL IGLESIAS/O TEMPO
Preferência. Carros com mais de 4 anos estão tendo boas vendas

A volta do IPI e a exigência de itens de fábrica, como airbag e freio ABS, encareceram os veículos e afugentaram o consumidor. A nova onda no mercado, agora, são os carros usados. Mesmo com a produção de novos alavancada, com aumento de 18,7% em fevereiro deste ano, as vendas caíram 17%. Em contrapartida, o comércio de usados cresceu 18% – foram 640 mil unidades comercializadas, frente a 541 mil em igual mês do ano passado, de acordo com o mais recente levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Anfavea).

Em Minas Gerais, os carros com mais de 13 anos de uso lideram a preferência dos consumidores, de acordo com a Associação de Revendedores de Veículos (Assovemg). O presidente da entidade, Marlon Vieira, aponta os dados também animadores da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), cujo balanço de fevereiro registra crescimento de 21% nas vendas em relação ao mesmo mês de 2013.

Segundo Vieira, enquanto os usados classificados como “maduros”, com idade entre 9 e 12 anos, atingiram a marca de 22,4%, os “jovens” (4 a 8 anos) venderam 26,9% mais. Já os seminovos, fabricados há menos de três anos, foram menos procurados, com queda de 16,7% nas vendas. Mas, os “velhinhos”, acima de 13 anos de fabricação, tiveram o maior crescimento, com 31,3%.

Para Vieira, os números refletem a realidade econômica do país. “Estamos vivendo um momento de readequação, e o brasileiro está com o pé no chão, se adequando à sua realidade”, diz. A pouca procura por seminovos, afirma, tem relação direta com o desaquecimento das vendas dos novos no mercado, assim como as restrições de crédito. Segundo das montadores, por meio da Anfavea, os carros zero ficaram 2,2% mais caro neste ano.

Números

281,5 mil foi o total de carros novos fabricados em fevereiro

259,3 mil foi o volume de veículos licenciados no mesmo mês

640 mil foi o total de carros usados vendidos em fevereiro Importados também têm retração A venda de veículos importados despencou 13,7% em 2013, segundo a Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva), que agrega 30 marcas. Foram 112.897 veículos e comerciais leves ao longo do ano. A principal fonte de importados é a América Latina, que responde por aumento de 49,3% frente ao ano passado. Da Europa, vieram 37.418 unidades – volume 36,8% maior ao mesmo período. Países asiáticos perderam 34,5% em volume de importações. Dos Estados Unidos, vieram 4.519 unidades, 7,8% menos que em 2012.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave