Falta de comunicação interna e confusão na declaração de etnia

iG Minas Gerais |

A lista dos aptos a votar saiu de dentro do PT nacional com um total de 67 filiados. Dez faltaram e, pelo menos, três desses confirmaram que não souberam nem foram comunicados da disputa, como determina o estatuto do PT.

Entre os ausentes está Vera Lucia Martins, que foi presidente do PT e secretária municipal de Saúde em 2000. “Desde que passei a presidência, nunca mais fui comunicada de nada”, conta Vera.

O PT também exige que, no ato da votação, os eleitores declarem sua etnia. A confusão em Igarapé foi tão grande que até sobre esse dado houve erro. O falecido Geraldo Xerox, por exemplo, declara na lista de presença ser de etnia amarela, mas era negro. Já Mauro Queiroz e Silva, que também atestou ser amarelo, é branco. Ele também não reconhece a assinatura como sua. (CS)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave