Produtor arrecadou US$ 2 milhões

iG Minas Gerais |

Nova York. David Kaplan afirmou que arrecadou cerca de US$ 2 milhões (R$ 4,6 milhões) ao todo para fazer o filme, incluindo para sua distribuição e marketing, ao fazer ligações a investidores potencias e pedir dinheiro emprestado para a mãe, o namorado dela, e outras pessoas.

Em uma das primeiras idas ao Cern, os cineastas decidiram acompanhar algumas pessoas, incluindo Fabiola Gianotti, a física italiana que estudou no conservatório de piano e comandou a equipe de cientistas do Atlas, e Dunford, remador, ciclista e experimentador nato.

Quem também aparece é Savas Dimopoulos, de Stanford, que imagina que o bóson de Higgs irá destruir ou fortalecer uma teoria que ele ajudou a alavancar 30 anos atrás. “Pular de fracasso em fracasso com um entusiasmo que nunca acaba é o segredo para o sucesso”, afirmou. (DO/NYT)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave