Matemático garante 58% de chances do Cruzeiro passar às oitavas

Time celeste precisa, ao menos, de sete pontos para sonhar com a segunda fase; Veja projeções do adm. esportivo Alexandre Siqueira

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES E FREDERICO RIBEIRO |

A derrota do Cruzeiro para o Defensor (URU) na última terça-feira complicou um pouco a vida da Raposa na Copa Libertadores. A atual campanha dos celestes é a segunda pior da história do clube, em 14 participações azuis na competição.

Com duas derrotas e apenas uma vitória na edição deste ano do torneio continental, o desempenho atual só não é pior do que o obtido em 1997. Os três primeiros jogos da campanha do bicampeonato foram marcados por derrotas do Cruzeiro.

Tentando o seu terceiro título da América, o bicampeão continental, mesmo com o revés por 2 a 0 no Uruguai, mantém chances de avançar às oitavas de final. No entanto, o caminho tem complicações.

“Em última análise, o Cruzeiro tem, atualmente, boas chances de classificação, na casa dos 58%. E num exercício de otimismo, um bom resultado no jogo no Chile eleva este número para 72%”, considera, fazendo algumas ponderações.

O Super FC traçou, com a ajuda de Siqueira, os cenários para que a Raposa consiga passar de fase na Libertadores.

“Em uma normalidade de temperatura e pressão, o Cruzeiro, que já tem três pontos, tem tudo para alcançar dez pontos, em duas vitórias em casa - seis pontos-, mais um pontinho no Chile. Mesmo se ficar nos nove pontos, as chances do clube são reais para a classificação. Tudo vai depender de um jogo: Real Garcilaso x Defensor, no Peru. Um empate contra os peruanos seria na mesma proporção do jogo em Belo Horizonte, péssimo para os uruguaios e ótimo para o Cruzeiro. Isso porque, no uso da mesma normalidade, é real a possibilidade da La U arrancar um empate contra os uruguaios, em Montevidéu na última rodada”, analisa o administrador Alexandre Siqueira, que faz outras ponderações.

“Como não temos a chave para fazer que os resultados sejam presumidos por normalidade, podemos olhar para trás e ver que nas duas últimas copas, onde os piores segundos lugares, o São Paulo se classificou com 7 pontos em 2013 (em um grupo que o líder alcançou 15 pontos - o Atlético), e o Internacional se classificou com 8 pontos em 2012 (num grupo em que o líder terminou com 13 pontos - o Santos). Portanto, teoricamente, o sucesso do Universidad pode ser o escape para um segundo lugar com pontuação baixa. Não quero dizer que o Cruzeiro deva trabalhar para isso, mas para análise de chances, tudo pode e deve ser considerado”, avaliou.

Veja os aproveitamentos do Cruzeiro na Libertadores

Copa Libertadores 1967

Casa: 4 vitórias - 100% Fora: 3 vitórias / 1 derrota - 83,3% Aproveitamento: 91,6%

Copa Libertadores 1975

Casa: 2 vitórias / 1 derrota - 66,6% Fora: 1 vitória / 1 empate / 1 derrota - 44,4% Aproveitamento: 55,5%

Copa Libertadores 1976

Casa: 3 vitórias - 100% Fora: 2 vitórias e 1 empate - 77,7% Aproveitamento: 88,8

Copa Libertadores 197

Campeão do ano anterior, o Cruzeiro avançou direto às semifinais*

Copa Libertadores 1994

Casa: 2 vitórias e 1 empate - 77,7% Fora: 1 vitória e 2 derrotas - 33,3% Aproveitamento: 55,5%

Copa Libertadores 1997

Casa: 2 vitórias e 1 derrota - 66,6% Fora: 1 vitória e 2 derrota - 33,3% Aproveitamento: 50%

Copa Libertadores 1998

Cruzeiro se classificou direto para a segunda fase por ser o campeão do ano anterior*

Copa Libertadores 2001

Casa: 3 vitórias - 100% Fora: 2 vitórias e 1 empate - 77,7% Aproveitamento: 88,8%

Copa Libertadores 2004

Casa: 2 vitórias e 1 empate - 77,7% Fora: 2 vitórias e 1 derrota - 66,6% Aproveitamento: 72,2%

Copa Libertadores 2008

Casa: 3 vitórias - 100% Fora: 2 empates e 1 derrota - 22,2% Aproveitamento: 61,1%

Copa Libertadores 2009

Casa: 3 vitórias - 100% Fora: 1 vitória, 1 empate e 1 derrota - 44,4% Aproveitamento: 72,2%

Copa Libertadores 2010

Casa: 3 vitórias - 100% Fora: 1 vitória e 2 empates - 55,5% Aproveitamento: 77,7%

Copa Libertadores 2011

Casa: 3 vitórias - 100% Fora: 2 vitórias e 1 empate - 77,7% Aproveitamento: 88,8%

TOTAL Jogos fora: 17 vitórias, 9 derrotas e 8 empates Jogos em casa: 29 vitórias, 2 derrotas e 2 empates Aproveitamento fora: 57,57% Aproveitamento casa: 89,89%

APROVEITAMENTO TOTAL: 73,23%

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave