Jornalista Rachel Sheherazade do SBT pode passar por inquérito

Deputada Jandira Feghali (RJ) entrou com uma representação contra a apresentadora depois do comentário "adote um bandido"; texto sugere ainda que Secretaria de Comunicação da Presidência da República interrompa o repasse de verbas oficiais ao SBT

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A frase "adorte um bandido" dita por Rachel Sheherazade no "Jornal do SBT" rendeu a jornalista uma representação na Justiça contra ela. A deputada Jandira Feghali (RJ) entrou com um processo contra a apresentadora na Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de apologia e incitamento ao crime, à tortura e ao linchamento, caracterizado no art. 287 do Código Penal.

A deputada solicitou a instauração de um inquérito para investigar o comentário de Rachel após decisão unânime da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) concordar com a possibilidade de investigação criminal pelo Ministério Público.

Texto da deputada prevê ainda que a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) interrompa o repasse de verbas oficiais ao SBT no período em que a investigação estiver em curso.

Levantamento aponta que em 2013, o SBT recebeu R$ 150 milhões da União por propagandas e campanhas federais. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave