Dupla troca tiros com a PM após roubar Gol

Suspeitos atacaram casal no centro da cidade; logo depois eles assaltaram e agrediram um motociclista

iG Minas Gerais | Evandro Teles |

Assaltantes atacaram casal que havia estacionado o veículo em avenida no centro
João Lêus
Assaltantes atacaram casal que havia estacionado o veículo em avenida no centro

Policiais militares trocaram tiros na noite de anteontem com dois homens suspeitos de roubar o veículo Gol de um casal no centro de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

“Presenciei tudo e vi que o assaltante que usou uma arma para render o casal estava bastante nervoso, tanto que deixou o veículo morrer antes de conseguir partir. Ele dirigiu o carro e o seu comparsa o seguiu em uma moto. Assim que passaram em frente ao cemitério Nossa Senhora do Carmo, antes de entrar na BR–381, o ladrão que estava no Gol bateu na moto do outro bandido. O piloto entrou no veículo e os dois fugiram juntos no carro”, revelou uma testemunha, que pediu para não ter o seu nome divulgado.

Segundo a Polícia Militar, após ser acionada, várias viaturas fizeram rastreamento na região e localizaram os suspeitos na BR–381.

“A dupla seguiu depois pela BR–262 e o veículo acabou batendo em um barranco assim que o condutor entrou numa estrada de terra próximo ao clube de lazer no bairro Pingo d’Água. Logo depois, eles atacaram um motociclista que passava pelo local, ocasião em que levaram os pertences da vítima após agredi-la. Chegamos minutos depois, fomos recebidos a tiros e reagimos aos disparos”, informou um militar que participou da ocorrência.

Os suspeitos entraram em um matagal e não tinham sido localizados até o fechamento desta edição. Um helicóptero e cães farejadores do Batalhão Rocca da Polícia Militar chegaram a ser usados para tentar localizar os assaltantes que, no entanto, conseguiram escapar do cerco montado. Roubos no centro de Betim estão cada vez mais comuns, o que tem assustado os moradores. “Tive um carro furtado em frente ao local em que o casal foi atacado, na avenida Nossa Senhora do Carmo, no ano passado. A situação está cada vez pior”, afirmou uma testemunha do crime de anteontem, que pediu anonimato.

De acordo com o delegado titular do 4º DP, Rafael Horácio, as investigações foram iniciadas na tarde de ontem. “Vamos chamar as testemunhas para tentar fazer um reconhecimento dos possíveis autores dos assaltos. Temos um álbum com fotos de vários elementos que praticam esse tipo de delito”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave