Tinga e Arouca serão recebidos por Dilma em ato contra o racismo

Jogadores de Cruzeiro e Santos foram vítimas do preconceito em jogos de futebol, no Peru e no interior de São Paulo, respectivamente

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

ESPORTES- BELO HORIZONTE_ MG
O time do cruzeiro desembarca no Aeroporto de Confins apos derrota na Libertadores. Na foto Tinga

FOTOS: GUSTAVO BAXTER / 12.03.2014
GUSTAVO BAXTER/ O TEMPO
ESPORTES- BELO HORIZONTE_ MG O time do cruzeiro desembarca no Aeroporto de Confins apos derrota na Libertadores. Na foto Tinga FOTOS: GUSTAVO BAXTER / 12.03.2014

Depois de se manifestar pelo Twitter condenando qualquer tipo de prática de preconceito ou racismo, a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, vai receber, em Brasília, nesta quinta-feira, os volantes Tinga, do Cruzeiro, e Arouca, do Santos.

Os jogadores foram vítimas, recentemente, de racismo por torcidas adversárias. O atleta da Raposa sofreu com as práticas racistas no duelo com o Real Garcilaso-PER, no jogo de estreia do clube mineiro na Copa Libertadores. O meio-campo santista foi insultado pela torcida do Mogi Mirim, em jogo pelo Campeonato Paulista.

O encontro entre os jogadores e a presidente Dilma está marcado para 15h.

A Conmebol, desde os atos racistas cometidos pela torcida do Real Garcilaso-PER, ainda não julgou o clube peruano. E não há previsão 

Leia tudo sobre: cruzeiroraposatingadilma rousseff