Mais um suspeito de roubar bancos em Riachinho foi preso pela polícia

Até o momento seis suspeitos do crime foram presos e outros dois continuam foragidos; um deles já foi identificado e está morando em Brasília.

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Operação para prender integrantes da quadrilha de roubos a bancos em Riachinho
Divulgação/PM
Operação para prender integrantes da quadrilha de roubos a bancos em Riachinho

Mais um integrante da quadrilha que assaltou duas agências bancárias em Riachinho, no Noroeste de Minas, foi preso na noite dessa terça-feira (11), em operação da Polícia Militar (PM). O crime ocorreu na última sexta-feira (7). Ao todo, segundo a PM, seis integrantes do grupo já foram presos, dois estão foragidos e outros dois suspeitos de Brasília, que não fazem parte da quadrilha,  mas dariam fuga para o grupo também estão presos.

A prisão de ontem ocorreu às 18h30. O suspeito estava em um cafezal próximo a cidade de Urucuia, no Norte do Estado. A PM continua procurando por dois suspeitos que estão foragidos. Um deles de 18 anos já foi identificado. No dia do crime ele foi ferido por um tiro acidental disparado por sua própria arma. A mãe do foragido informou à PM que ele mora em Brasília.  

Até o momento, oito armas de fogo já foram apreendidas e dois veículos utilizados que seriam utilizados para dar fuga aos integrantes da quadrilha também foram apreendidos.  Além disso, a polícia já recuperou R$ 360 mil, do dinheiro roubado. De uma das agências bancárias foram levados R$ 150 mil. Da outra o valor roubado não foi informado.

Relembre o caso

Por volta de 9h30 de sexta (7), oito homens fortemente armados, trajando luvas e toucas, saíram de dois veículos, um Honda Civic e um Siena de cor escura, atirando sem direção na tentativa de intimidar clientes e funcionários de agências bancárias do Sicoob e do Banco do Brasil.

Os homens renderam os clientes e obrigaram o gerente do Sicoob a entregar a quantia de R$ 150 mil que estava no cofre. No Banco do Brasil, o valor roubado não foi informado. Após pegar o dinheiro, os assaltantes fizeram cinco reféns no Sicoob e utilizaram o carro de um deles, uma S10, para fugir em direção à cidade de Uruana, a 6 KM de Riachinho, junto com o Civic e o Siena.

Na saída de Riachinho, todos os reféns foram liberados sem nenhum ferimento, e a quadrilha seguiu em fuga. Os homens abandonaram o Civic e o incendiaram. Após fugir cinco quilômetros na S10, os criminosos também abandonaram e colocaram fogo na caminhonete.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave