Uefa julgará Bayern de Munique por bandeira de apoio ao Kosovo

Torcida bávara exibiu bandeira de conotação política, feito que é proibido pela legislação da Uefa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Torcida do Bayern pediu apoio ao Kosovo na Allianz Arena
Reprodução/Facebook
Torcida do Bayern pediu apoio ao Kosovo na Allianz Arena

A Uefa confirmou nesta quarta-feira que abriu uma ação disciplinar contra o Bayern de Munique após seus torcedores exibirem uma bandeira de conotação política em apoio ao Kosovo na última terça-feira, durante o empate do clube alemão por 1 a 1 com o Arsenal, em casa, que o classificou às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Uma bandeira com as frases "Diga não ao Racismo. Diga sim ao Kosovo" foi mostrada pelo torcedores do Bayern - o time conta no seu elenco com um jogador nascido no Kosovo, o meia Xherdan Shaqiri, embora ele defenda a seleção da Suíça.

A legislação da Uefa proíbe declarações políticas e torna os clubes responsáveis pelos incidentes que acontecem no seu próprio estádio. Os times podem ser multados e, em casos mais graves, terem setores do seu estádio fechado.

O Kosovo se separou da Sérvia em 2008, mas ainda não conseguiu alcançar o pleno reconhecimento internacional. A Fifa permitiu que os seus filiados joguem partidas contra a seleção do Kosovo, apesar da oposição da Uefa. Na semana passada, a equipe entrou em campo e empatou com o Haiti por 0 a 0 no seu primeiro jogo oficial.

Leia tudo sobre: uefabayern de muniquefutebolesportekosovobandeiras