Mesmo devendo em 2014, R10 é a aposta de Autuori para "decisões"

Para comandante alvinegro, craque deverá fazer a diferença em confrontos importantes que o Galo poderá ter pela frente

iG Minas Gerais | VICTOR MARTINS |

Sorriso novo. 

Ronaldinho já havia feito cirurgia para corrigir os dentes e ontem terminou tratamento
Douglas Magno / O Tempo
Sorriso novo. Ronaldinho já havia feito cirurgia para corrigir os dentes e ontem terminou tratamento

Paraguai. De fato, o meia Ronaldinho Gaúcho não vive os seus melhores dias com a camisa do Atlético. Na temporada 2014, o camisa 10 ainda deve uma grande atuação. Até agora, o melhor momento do craque foi diante do Zamora, quando bateu o escanteio para que o atacante Jô marcasse o gol da vitória. Mas nem por isso ele deixou de ter a confiança do técnico Paulo Autuori. O comandante alvinegro tem conversado bastante com Ronaldinho e aposta que o jogador vai dar a resposta na hora certa, quando chegarem as partidas decisivas pela Copa Libertadores e pelo Campeonato Mineiro. “O Ronaldo sempre fazer a diferença. É um jogador, que por ser genial, tem momentos que decide. Acho que ele vai crescer, temos conversado muito com ele e com o grupo. Vamos encarar momentos decisivos e, nesses momentos, jogadores como ele são importantes, pois dão muita garantia, muita tranquilidade, peso para a equipe e respeito [por parte] dos adversários”. É verdade que a temporada de Ronaldinho está apenas no começo. Enquanto a equipe vai fazer sua 13ª partida em 2014, o meia, diante do Nacional-PAR, nesta quarta, vai jogar apenas pela sexta vez no ano. E voltar ao estádio Antônio Aranda pode trazer boas lembranças ao jogador, já que foi em Ciudad del Este que ele estreou pela seleção e de cara marcou o primeiro gol com a amarelinha. Em 1999, pela Copa América, o Brasil goleou a Venezuela na primeira fase da competição. A vitória por 7 a 0 ficou praticamente em segundo plano por conta do gol da então revelação do Grêmio, que vestia a camisa 21. Ronaldinho Gaúcho deu um chapéu no zagueiro e marcou o quinto gol brasileiro. Dali, ele partiu para conquistar o Mundo, literalmente.

Leia tudo sobre: atleticofutebolgaloronaldinhoapostaautuorijogosdecisivos