Preocupação com ingressos

Segurança pública traça os problemas que poderão ser enfrentados durante a Copa do Mundo

iG Minas Gerais | Diego Costa |

O torcedor que quiser acompanhar de perto a Copa do Mundo terá nesta quarta-feira, a partir das 8h, mais uma chance de comprar ingressos pelo site da Fifa, ainda na segunda etapa de comercialização de entradas (veja mais ao lado). Porém, quando o assunto são os cobiçados bilhetes do Mundial, surge também a preocupação com as trapaças. As falsificações são os grandes obstáculos para o departamento de segurança.

A circulação de bilhetes falsos durante o Mundial vem sendo também um dos focos da Polícia Civil de Minas Gerais. Por meio da Delegacia de Eventos, profissionais estão sendo preparados para coibir tal crime.

“A delegacia de eventos e os profissionais já estão sendo preparados para tentar conter essas falsificações de bilhete. A Copa do Mundo é um evento mundial. E os ingressos estão sendo vendidos pela Fifa e pelos órgãos responsáveis. O falsificador se aproveita desse momento para tentar auferir algum tipo de lucro. As polícias Civil e Militar vão fazer esse trabalho em volta dos estádios”, destacou o delegado da Central de Flagrantes, Gustavo Barletta de Almeida.

Até o momento, os ingressos para o Mundial do Brasil estão sendo comercializados somente pelo site oficial da Fifa. No mês passado, o secretário Geral da entidade, Jérome Valcke, chegou a manifestar preocupação com a venda de bilhetes falsos pela internet. Sobre a comercialização no entorno do estádio, Barletta recomenda cautela.

“É tomar cuidado porque a pessoa acha que está fazendo um bom negócio, e a Polícia Civil não tem poder de ressarcir as vítimas”, completou.

Mas as autoridades também atuarão em outras frentes de segurança, como circulação de moedas falsas, assaltos e a ocorrência de novas manifestações com violência neste ano também deixam em alerta a segurança pública estadual. Medo de vaias Dilma e Blatter. A cerimônia de abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, em São Paulo, não terá discursos da presidente Dilma Rousseff e nem do mandatário da Fifa, Joseph Blatter, para evitar que os dois sejam vaiados, como aconteceu durante a abertura da Copa das Confederações, em 2013. “Vamos fazer a cerimônia de uma maneira em que não aconteçam discursos”, disse Blatter, em entrevista à agência alemã DPA. Algumas ações de segurança na Copa

Manifestação.  Um efetivo de 11 mil homens, entre policiais civis e militares, além dos bombeiros, vai atuar na manutenção da segurança durante o Mundial. Por causa dos incidentes do ano passado, houve aumento de 5.500 policiais que trabalharão na Copa do Mundo. Uma frente formada por 14 instituições também está sendo montada para combater ações terroristas na capital mineira.   Dinheiro Falso. Termina nesta quarta-feira, na Acadepol da Polícia Civil, o curso “Moedas falsas”, que está sendo ministrado por um investigador do serviço secreto dos Estados Unidos. Os agentes estão sendo orientados sobre como reconhecer notas de dólar falsificadas. Outros dois cursos ainda serão aplicados ao profissionais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave