Prefeito havia prometido reembolso

iG Minas Gerais |

Apesar da intenção da prefeitura de recorrer da decisão judicial, o prefeito Marcio Lacerda (PSB) havia afirmado, durante a polêmica do reajuste, que poderia devolver dinheiro aos contribuintes. Segundo ele, isso aconteceria se no fim do ano ficasse comprovado que a arrecadação foi maior que a despesa. O “reembolso” poderia ser feito em forma de desconto na guia de 2015.

A prefeitura da capital espera arrecadar R$ 189,9 milhões em 2014 com a taxa de resíduos, valor duas vezes maior que o revisto como despesa no orçamento, R$ 90,4 milhões. A Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) afirmou em janeiro que custos administrativos elevam os gastos para próximo do valor arrecadado.

Expectativa. Diante da decisão judicial de ontem, contribuintes da capital já aguardam que o benefício se estenda a todos.

“Sendo indevida a cobrança, a prefeitura deveria reembolsar todo mundo”, disse a bióloga Débora de Oliveira, 30. (JHC)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave