Obra no viaduto Santa Tereza teria começado sem autorização do Iepha

Informação foi divulgada por meio de nota nesta terça-feira por membros do Movimento Viaduto Ocupado, que se reuniram com engenheiro responsável pela reforma

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

A reforma do viaduto Santa Tereza teria sido iniciada sem aprovação do Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), segundo nota divulgada pelo Movimento Viaduto Ocupado nesta terça-feira (11). De acordo com o informe, o movimento tomou conhecimento da situação durante uma reunião realizada nessa segunda-feira (10) com o engenheiro da Sudecap responsável pela obra.

"A obra de reforma do viaduto que já demoliu as arquibancadas e removeu a calçada de pedras portuguesas, nem deveria ter sido iniciada já que o projeto ainda não foi aprovado pelo órgão responsável pelo tombamento. Essa atitude da PBH, além de arbitrária, é ilegal!", diz o comunicado.

O grupo cobrou transparência e maior espaço para participação popular nas decisões referentes à reforma do viaduto, considerado um dos maiores palcos de manifestações políticas e culturais de Belo Horizonte. "Continuaremos nossa luta para que muitas pessoas possam saber do que se passa com o Viaduto, espaço de significações múltiplas para diversas pessoas. Seguimos", diz a nota.

A Prefeitura de Belo Horizonte ainda não comentou o caso.

Leia tudo sobre: ocupaçãosanta terezaviadutoiephaviaduto santa tereza