Após viagem desgastante, Tupi estreia nesta quarta na Copa do Brasil

Depois de 15 horas em trânsito, Tupi está no norte da Bahia para encarar o Juazeiro (BA) na estreia pela Copa do Brasil, nesta quarta, às 20h30

iG Minas Gerais | FREDERICO RIBEIRO |

ESPORTES - BELO HORIZONTE MG - 8.3.2014 - CAMPEONATO MINEIRO 2014 - CRUZEIRO X TUPI - Partida realizada no Mineirao em Belo Horizonte MG.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
Douglas Magno / O Tempo
ESPORTES - BELO HORIZONTE MG - 8.3.2014 - CAMPEONATO MINEIRO 2014 - CRUZEIRO X TUPI - Partida realizada no Mineirao em Belo Horizonte MG. Foto: Douglas Magno / O Tempo

O Tupi, após perder de virada para o Cruzeiro com um time misto no último sábado, encara uma longa viagem para Juazeiro (BA), onde enfrenta nesta quarta-feira, às 20h30, pela Copa do Brasil, o time homônimo do norte baiano. Será o quarto jogo do clube em 12 dias.

Para atingir o Nordeste, foram cerca de 15 horas de translado. A delegação do Galo Carijó deixou Juiz de Fora na segunda-feira de manhã, por volta das 7h, seguiu para o Rio de Janeiro e partiu para Recife, tendo uma escala em São Paulo. Da capital pernambucana, desceu um pouco até o município de Petrolina, ainda na terra do frevo (cidade limítrofe com Juazeiro). Perto da madrugada desta terça-feira, os atletas finalmente chegaram ao local do jogo, usando o ônibus como o derradeiro meio de transporte.

Apesar do desgaste, a confiança da equipe segue alta. Muito pela boa campanha no Campeonato Mineiro e a atuação contra a Raposa, o volante Felipe Lima acredita que a equipe está preparada para vencer o desgaste e estrear na Copa do Brasil com o pé direito.

"O segredo para que isso não pese, principalmente nessa estreia na Copa do Brasil, é descansar, alimentar-se bem e se concentrar para eliminar o cansaço. Mas, sendo jogos decisivos, é diferente. Nosso time se ajuda muito, coopera bastante em campo, e isso também ajuda a minimizar o desgaste", disse o marcador do Tupi.

O técnico Paulo Campos, porém, não terá seu principal artilheiro à disposição. Com uma grave no tendão de Aquiles do pé esquerdo, o veterano Ademilson pode perder o resto deste primeiro semestre.

Apitaço contra o Guarani. Depois de encarar o Juazeiro-BA, o Tupi volta seu foco para o Campeonato Mineiro. E não terá vida fácil contra o Guarani. Se a equipe de Divinópolis briga para não ser rebaixada, o Galo Carijo terá de vencer para sonhar com as semifinais. Em uma tática incomum, mas não inédita em Juiz de Fora, o treinador Paulo Campos irá distribuir apitos para a torcida.

Contra o Boa Esporte, a estratégia de incendiar o time com barulho deu certo, com a vitória por 1 a 0. Mas no domingo que vem, novamente no Mário Helênio, haverá ainda a distribuição de quatro camisas autografadas para os torcedores. "O torcedor comprou a ideia do apitaço. E, para agradecer a presença da torcida, vamos levar quatro camisas do Tupi autografadas para os torcedores", afirmou o comandante alvinegro.

O Tupi é o quarto colocado, com 15 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo América. O Coelho tem um jogo atrasado contra o terceiro colocado Boa Esporte, que ocorrerá também nesta quarta, no Independência.

Leia tudo sobre: futebol nacionalcopa do brasiltupigalo carijójuazeiro