“Vejo que a cidade está se auto- devorando”

Helvécio Ratton Cineasta

iG Minas Gerais | Bárbara Ferreira |

Por que a escolha das casinhas como cenário do filme?  

Na época, pensei muito nos bairros Floresta e Santa Tereza por achar que havia pedaços de história conservados. Mas não tem. Como moro no Santo Antônio, eu passava sempre por ali e achei que poderia brincar com aquilo. A proprietária resistiu muito ao filme por causa do tombamento. Na verdade, a gente estava reconstituindo um pedacinho da história de Belo Horizonte dentro do filme e aproveitando nossos últimos cantinhos ali. O que você acha da construção do edifício?

Estou vendo a cidade se autodevorando. Em vez de buscar alternativas de crescimento, BH está entregue à especulação. Onde antes você tinha cem pessoas, você passou a ter mil. De certa forma, nem podemos mais dizer o que queremos da cidade. Se perguntasse aos moradores, eles não concordariam com a forma como é feito tudo isso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave