Azul quer mudar tudo para Confins

Aérea quer acabar com rotas para Pampulha e leva voo de Araxá para o aeroporto internacional

iG Minas Gerais | Jáder rezende |

Preterido. Azul pretende transferir todos seus voos vindos do interior de Pampulha para Confins
ALEX DE JESUS/10.7.2013
Preterido. Azul pretende transferir todos seus voos vindos do interior de Pampulha para Confins

A supressão gradativa de voos que operam no aeroporto da Pampulha ganha novo capítulo com a suspensão, a partir de abril, da rota para Araxá, no Triângulo Mineiro, operada pela Azul Linhas Aéreas. A empresa, que detém cerca de 95% dos voos que pousam no aeroporto da capital, quer transferir tudo para Confins e está prestes a formalizar a intenção junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Em janeiro, a companhia tirou o voo de São João del Rei e também quer transferi-lo para o aeroporto internacional.  

Para o Sindicato dos Aeroportuários de Minas Gerais (SAM), a tendência é a de que o aeroporto da Pampulha se transforme de vez em um “elefante branco”, com a transferência de todos os voos para Confins. “Há quatro anos, travamos uma luta inglória para que isso não aconteça e o resultado é a supressão cada vez maior de postos de trabalho. Entre diretos e indiretos, perdemos mais de 110 nos últimos anos”, lamenta Valter de Assis Aguiar, diretor do SAM.

Segundo ele, a situação do aeroporto da Pampulha reflete o sucateamento dos demais aeroportos mineiros, a maioria administrada por prefeituras, que não contam com capacidade técnica para operá-los. “Há uma burocracia muito grande para garantir a operação de voos no interior. Observamos que a tendência é realocar as poucas ofertas de linhas ainda existentes em cidades pequenas para aeroportos maiores, o que culmina na eliminação acelerada de postos de trabalho”, diz Aguiar.

Segundo ele, a principal causa dessa debandada é o prejuízo que as empresas amargam com o fluxo pequeno de passageiros, aliado à falta de interesse das empresas aéreas em manter diálogo mais estreito com os governos estadual e federal para fomentar os voos regionais.

A partir de abril, os voos diretos de Araxá para a Pampulha serão suspensos pela Azul, que pretende transferi-los, em maio, para Confins, como aconteceu com Uberaba, em agosto do ano passado.

O pedido da empresa de mudança de aeroporto será apresentado nos próximos dias à Anac. A companhia usa atualmente o ATR-42, com 45 assentos, no aeroporto da Pampulha. Nos voos para Confins, a operação será no modelo ATR-72, com 70 lugares, todos turboélice.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave