Com doença cardíaca, Cadu faz transplante

Trama de Manoel Carlos vai abordar a doação de órgãos no Brasil

iG Minas Gerais |

Personagem de Gianecchini sobre com problema no coração
TV Globo/Divulgação
Personagem de Gianecchini sobre com problema no coração

São Paulo. O autor Manoel Carlos começa uma nova campanha social nos próximos capítulos de “Em Família” (Globo). Depois de abordar o alcoolismo, o Parkinson e os maus-tratos a idosos, agora é a vez da doação de órgãos entrar em cena. O tema é levado à trama por Cadu (Reynaldo Gianecchini). “As causas sociais são a razão das minhas histórias. E Gianecchini tem a cabeça muito aberta e me deu um aval positivo desde o começo. Ele vai levar um recado importante às pessoas”, afirma Maneco.

Na novela, Cadu é diagnosticado com uma miocardiopatia dilatada, doença que atinge o miocárdio, que é o músculo do coração. Até lá, ele continua sofrendo com cansaço excessivo e mal-estar. Quando resolver se tratar, tem de passar por um transplante. “Estou indo a hospitais acompanhar pacientes que têm a doença. Também recebo o auxílio de médicos e especialistas”, comenta o ator.

Na vida real o ator Reynaldo Gianecchini, como na novela, encarou uma doença e usou esse momento para passar mensagens positivas aos fãs. Ele teve um câncer que atingiu os gânglios linfáticos e passou por um transplante de medula, em 2012. “Enfrento tudo com a cabeça erguida, sem receio de reviver esse ambiente de doença. Tudo o que eu faço é voltado para a arte. Discutir uma causa boa na trama não é baixo-astral”, conta.

Perdas. A vida de Cadu não será fácil nos próximos capítulos. Além de sofrer com a doença, ele vai se dar mal no negócio que pretende abrir e ainda vê sua mulher insatisfeita com a relação.

Depois de desconfiar de que Clara (Giovanna Antonelli) e Marina (Tainá Müller) têm um caso, Cadu ameaça terminar com a mulher. Ela, porém, já não tem vontade de dar explicações a ele. Enciumado, Cadu tem uma conversa franca com Marina e recusa a sociedade dela no restaurante que quer abrir. O negócio, assim, não dá certo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave