Acusado de trocar cargos por sexo, vereador não é encontrado na Câmara

Alexandre Gomes (PSB-MG) marcou presença na sessão, mas não foi visto por ninguém; presidente socialista em Minas, Júlio Delgado, disse que irá liderar no partido movimento pela expulsão do vereador caso investigação seja conclusiva

iG Minas Gerais | da redação |

Investigado por usar cargo para obter favores sexuais, o vereador Alexandre Gomes (PSB-MG) marcou presença na sessão da Câmara Municipal de Belo Horizonte desta segunda (10), mas, apesar disso, não foi visto por nenhum outro político e tampouco foi encontrado pela reportagem para comentar a acusação. Os vereadores presentes também ignoraram o caso, e não houve nenhum pronunciamento no local a respeito da denúncia revelada por O TEMPO nesta segunda-feira.

Já o presidente estadual do PSB em Minas Gerais, o deputado Júlio Delgado, disse que vai aguardar o pronunciamento do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que investiga o caso. O líder socialista afirmou que, se a investigação for conclusiva, irá liderar um movimento pela expulsão de Gomes do partido. Mesmo tendo classificado a acusação de "caso sério", Delgado reiterou que irá esperar por um definição oficial da Justiça.

O vereador Alexandre Gomes foi denunciado, em setembro do ano passado, por prática de improbidade administrativa ao empregar uma mulher na Regional Noroeste da prefeitura em troca de favores sexuais. Na época, a denúncia foi indeferida pela primeira instância do Juduciário, mas o MPMG recorreu à segunda instância. Nesta semana, a promotoria recebeu nova denúncia que aponta um possível envolvimento do vereador com outras 18 mulheres, após tomar conhecimento de conversas que ele mantinha pelo Facebook.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave