BH sedia semana cultural indiana

Gastronomia, danças típicas e filmes estão entre as inúmeras atrações

iG Minas Gerais |

Nayara Menezes/Divulgação
undefined

Entre os dias 16 e 22 de março, o consulado da Índia promoverá a “I Semana Cultural da Índia em Belo Horizonte”. Já no próximo no domingo (16), haverá a apresentação de danças clássicas indianas, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Três experientes dançarinas estarão presentes: Iara Ananda, que trará a dança bharatanatyam, caracterizada por linhas e geometricamente perfeitas, a dançarina Andrea Prior, que apresenta um estilo originado dos bardos nômades e contadores de histórias do norte da Índia antiga, e, por último, Silvana Duarte, com o estilo odissi, uma dança com movimentos que exploram a tribhanga (energia feminina).

De 19 a 22 de março, acontece, ainda, o “II Festival de Cinema Indiano” – a primeira edição aconteceu em 2013. O CCBB exibe premiados filmes da indústria cinematográfica da Índia: Taare Zameen Par (Como Estrelas na Terra), 3 Idiots (Três Idiotas), Taal (Ritmo), Black (Negro), Sholay, Pardes (Amor Impossível), ChalteChalte e Iqbal.

Durante toda a semana cultural, para quem quiser imergir ainda mais na cultura indiana, o restaurante Maharaj oferece um festival gastronômico com o melhor da culinária do país. Como acontece na mesma data do BH Restaurant Week, a casa disponibiliza o mesmo menu, com entrada, prato principal e sobremesa a R$ 37,90 (almoço) e R$ 49,90 (jantar). Samosas, pães indianos, deliciosos pratos de peixe, frango e cordeiro, além de exóticas sobremesas estão nas opções.

O evento oferece, também, a oportunidade para quem quiser aprender um pouco sobre os hábitos e costumes do país. No dia 17 de março, a chef Thalita Ferreira vai ensinar a combinação de condimentos e especiarias que garantem o sabor marcante da gastronomia indiana. O workshop será no restaurante Maharaj. Para quem quer aprender a exótica dança indiana, haverá três dias de workshop com uma coreografia ao estilo Bollywood. As aulas serão ministradas por profissionais da escola ChandraKala, cujo nome significa “lua crescente”, o que para seus integrantes representa um caminho auspicioso entre a beleza e a fé de um povo.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave