Morre Melba Hernández, principal guerrilheira da revolução cubana

Depois da vitória na guerra civil, ela foi uma das fundadores do Partido Comunista, onde foi integrante do Parlamento; ainda desempenhou papel diplomático no Vietnã

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Depois da vitória na política, Hernández foi uma das fundadores do Partido Comunista, onde foi integrante do Parlamento. Ela ainda desempenhou papel diplomático no Vietnã
AP
Depois da vitória na política, Hernández foi uma das fundadores do Partido Comunista, onde foi integrante do Parlamento. Ela ainda desempenhou papel diplomático no Vietnã

Uma das personagens mais importantes da revolução cubana faleceu na noite de domingo (9). Melba Hernández, uma das mulheres que participaram do ataque ao Quartel da Moncada, em 1953, ao comando de Fidel Castro, tinha 92 anos e era considerada e aclamada como 'heroína' pelos setores do governo da ilha. 

"Com profunda dor, a direção do Partido Comunista e o Estado informam a nosso povo que a Heroína do Moncada, Melba Hernández Rodríguez, faleceu na noite de domingo, 9 de março, em consequência de complicações associadas à diabetes mellitus, enfermidade que sofreu durante muitos anos", escreveu o jornal Granma.

Melba Hernández foi uma das primeiras mulheres a se juntarem ao movimento contra a ditadura de Fulgêncio Batista, que controlava Cuba antes da revolução dos Castro. O ataque ao Quartel da Moncada, em Santiago de Cuba, foi a primeira ação armada da revolta cubana, que teve fim em 1959.

Depois da vitória na guerra civil, Hernández foi uma das fundadores do Partido Comunista, onde foi integrante do Parlamento. Ela ainda desempenhou papel diplomático no Vietnã. 

Melba será cremada e suas cinzas enterradas ao lado dos restos mortais de companheiros de guerrilha, no cemitério de Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave