Preso integrante de quadrilha que participou de roubo de agências

Dois criminosos que teriam dado cobertura para o grupo também foram detidos; Polícia Militar (PM) procura por sete criminosos que ainda não foram detidos

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Agência do Sicoob foi arrombada em Riachinho
Polícia Militar/Divulgação
Agência do Sicoob foi arrombada em Riachinho

Um dos suspeitos de fazer parte de uma quadrilha que teria assalto uma agência do Banco do Brasil e uma do Sicoob na cidade de Riachinho, na região Noroeste de Minas Gerais, foi detido pela Polícia Militar (PM) de Unaí nesta (10). Criminoso teria confundido uma caminhonete descaracterizada de militares com o veículo de seus comparsas e acabou preso depois de interceptar o veículo. Outros dois homens foram presos por suspeita de dar cobertura para a quadrilha.

Depois da ocorrência ser encerrada no 28º Batalhão os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil de Unaí. Agora, a polícia tenta encontrar os outros sete suspeitos de participar do assalto. O caso está sendo investigado pela polícia.

Explosão

Por volta de 9h30 de sexta (7), oito homens fortemente armados, trajando luvas e toucas, saíram dois veículos, um Honda Civic e um Siena de cor escura, atirando sem direção na tentativa de intimidar as vítimas, mas sem atingir ninguém.

Logo após, os homens renderam os clientes das agências e obrigaram o gerente do Sicoob a entregar a quantia de R$ 150 mil que estava no cofre. No Banco do Brasil, o valor roubado não foi informado, mas a polícia especula que seja considerável, já que um carro-forte havia estado em Riachinho nessa quinta (8).

Após pegar o dinheiro, os assaltantes fizeram cinco reféns no Sicoob e utilizaram o carro de um deles, uma S10, para fugir em direção à cidade de Uruana, a 6 quilômetros de Riachinho, junto com o Civic e o Siena. Na saída de Riachinho, todos os reféns foram liberados sem nenhum ferimento, e a quadrilha deu seguimento à fuga.

A cinco quilômetros da cidade, os homens abandonaram o Civic e o incendiaram. Após fugir cinco quilômetros na S10, os criminosos também abandonaram e colocaram fogo na caminhonete.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave