Sucesso pressiona candidatura

iG Minas Gerais |

Presidente do PSB defende apoio ao tucano Pimenta da Veiga, mesmo com possível sucesso do Move
Karel Navarro/ap photo – 12.2.2014
Presidente do PSB defende apoio ao tucano Pimenta da Veiga, mesmo com possível sucesso do Move

O prefeito Marcio Lacerda (PSB) sempre deixou claro sua “vontade” de terminar o segundo mandato à frente do Executivo de Belo Horizonte, apesar da pressão de uma ala de seu partido para que saia como candidato ao governo de Minas em outubro. Com o anúncio da candidatura de Pimenta da Veiga pelo PSDB, partido que o ajudou a se eleger, a recusa ficou mais latente.

O PSB em Minas segue dividido. Uma ala ligada ao vice-presidente da legenda no Estado, Mário Assad, e que abriga os aliados da ex-senadora Marina Silva defende a candidatura própria para ter um palanque para o candidato do partido à Presidência, Eduardo Campos.

Nesse sentido, o sucesso do Move como o grande empreendimento de Lacerda pode aumentar a pressão para que ele deixe a prefeitura com a “sensação de dever cumprido”.

Outra ala, contudo, ligada ao presidente da sigla em Minas, deputado federal Júlio Delgado, briga pelo apoio à candidatura de Pimenta. “A aliança com o PSDB não significa que não teremos palanque para o Campos”, disse Delgado. Há ainda um acordo velado entre Campos e o presidenciável tucano Aécio Neves para a troca de apoios em seus Estados.

Hoje, Mário Assad e o secretário municipal Daniel Nepomuceno devem se reunir com o presidente estadual dos tucanos, deputado federal Marcus Pestana, para tentar um consenso eleitoral. Para o cientista político Manoel Santos, em Minas os laços pessoais entre Lacerda e os tucanos irão se sobrepor aos partidários. (TT)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave