Morre William Ford, último neto de Henry Ford

William Ford trabalhou na Ford Motor por 57 anos como funcionário e membro do conselho, atuando na formação da empresa por mais da metade de sua história de 110 anos

iG Minas Gerais | Da Redação |

William Clay Ford, que ajudou a orientar a Ford Motor Company para a era moderna como empregado, diretor e influente membro da família Ford, morreu nesta manhã de domingo (9), em sua casa, aos 88 anos, em decorrência de uma pneumonia. Ele foi diretor emérito da Ford Motor Company e era o último neto ainda vivo do fundador da empresa, Henry Ford.

William Ford trabalhou na Ford Motor por 57 anos como funcionário e membro do conselho, atuando na formação da empresa por mais da metade de sua história de 110 anos. Ele foi eleito para o Conselho de Administração da companhia em 4 de junho de 1948 e iniciou seu trabalho na empresa depois de se formar pela Universidade de Yale em 1949. Em 1957, se tornou presidente do Comitê de Design, cargo que ocupou por 32 anos. Em 1978, foi eleito presidente do Comitê Executivo.

Posteriormente, foi vice-presidente do Conselho (1980) e presidente do Comitê de Finanças (1987). Aposentou-se do cargo de vice-presidente em 1989 e como presidente do Comitê de Finanças em 1995. Foi nomeado diretor emérito em 12 de maio de 2005. 

Leia tudo sobre: morteFordWilliam FordHenry Ford