Novidades na temporada projetam maior equilíbrio

Polêmica mudança nos motores promete dar mais emoção do início ao fim da temporada prestes a começar

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Senna, ídolo brasileiro, será lembrado em megaevento no fim de abril
instituto ayrton senna/divulgação
Senna, ídolo brasileiro, será lembrado em megaevento no fim de abril

A bandeira de largada para a 65ª temporada da categoria mais famosa do automobilismo, a Fórmula 1, será dada no próximo dia 16, no GP da Austrália, em Melbourne. A tão esperada emoção, que costuma ser o tempero principal para cada uma das 19 provas da F-1, e que ficou ausente nos últimos anos, promete voltar a existir. Isso graças às grandes mudanças introduzidas nos carros para 2014. Nos últimos quatro anos, o que se viu foi um passeio do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, sendo muito superior aos adversários e dando poucas chances aos rivais conquistando, sem dificuldades, quatro títulos seguidos. A menor disparidade entre pilotos e equipes se dá pela mudança drástica nos carros para 2014. Agora, todas as equipes terão que usar um motor V6 turbo, antes era um V8 2.4 l. Além do barulho, que será bem menor, a partir de agora, a alteração fará com que pilotos e escuderias comecem a temporada pensando os carros praticamente do zero. A falta do tradicional ronco forte dos motores da F-1 já foi criticada pelo chefão da categoria, Bernie Ecclestone. A mudança veio por uma questão ambiental, de as escuderias serem mais ecologicamente corretas, produzindo motores menores e menos poluentes e, também, por uma questão de redução de custos. “As pessoas gostam de barulho, de algo especial. Isso é F-1. Agora temos motores silenciosos e ninguém na pista”, disparou. No entanto, Ecclestone reconheceu que a categoria ficará mais competitiva. “O bom é que essa temporada será bem interessante, totalmente imprevisível. Isso é animador”, disse Ecclestone em recente entrevista ao jornal britânico Daily Mail. A aerodinâmica dos carros também sofreu alterações importantes, a maioria delas para aumentar a segurança dos pilotos. Pilotos. Dentro dos carros, algumas caras novas. O australiano Daniel Ricciardo substituiu Mark Webber na RBR, enquanto o finlandês Valtteri Bottas será o companheiro de Felipe Massa, na Williams. A Ferrari terá o espanhol bicampeão mundial Fernando Alonso e o finlandês Kimi Raikkonen. Na RBR, Vettel promete fazer de tudo para conquistar o penta. A Mercedes chega com alemão Nico Rosberg e o britânico Lewis Hamilton, enquanto a McLaren terá o filandês Kevin Magnussen fazendo parceria com o britânico Jenson Button. Para dar ainda mais emoção e deixar a briga pelo título da temporada em aberto até a última corrida, em Abu Dhabi, a pontuação da prova será dobrada. Apertem os cintos, porque os carros vão acelerar... 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave