Minas começa em vantagem

Vitória por 3 a 0 foi o pontapé inicial para buscar uma vaga na semifinal do torneio desta temporada

iG Minas Gerais | Da Redação |

Tcheco voador. Em dia de muita inspiração, o oposto Filip sobe no terceiro andar para passar pelo bloqueio triplo do RJ Vôlei
ORLANDO BENTO / DIVULGACAO
Tcheco voador. Em dia de muita inspiração, o oposto Filip sobe no terceiro andar para passar pelo bloqueio triplo do RJ Vôlei

Num duelo que promete ser marcado pelo equilíbrio nas quartas de final da Superliga masculina, o Vivo-Minas largou na frente diante do RJ Vôlei. Ontem, na Arena Vivo, os donos da casa venceram pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 26/24, 21/17 e 21/18.

A próxima partida entre as equipes pelas quartas de final será disputada nesta terça-feira, às 21h30, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), com transmissão ao vivo do canal Sportv. Se vencer, a equipe minastenista se classifica para a semifinal. Caso a vitória seja da equipe carioca, o terceiro e decisivo jogo será novamente na Arena Vivo, no sábado, em horário a definir.

Com 15 pontos marcados e muita técnica para virar bolas, o oposto Filip foi eleito o nome da partida, levando para sua casa mais um troféu Viva Vôlei.

“Esperávamos uma partida muito dura, como aconteceu. A equipe deles começou com um ritmo bom, mas depois conseguimos encaixar nosso jogo e fomos superiores nos três sets. Fico muito feliz pela vitória e por ter voltado a atuar bem”, disse o jogador do time mineiro.

O primeiro set acabou sendo o mais equilibrado de todos. A equipe carioca começou melhor e saiu da primeira parada técnica em vantagem. Porém, os erros cometidos e a maior concentração dos jogadores da casa fizeram com que a liderança no placar mudasse de lado na quadra. A decisão, porém, ficou ponto a ponto na reta final, com o Vivo-Minas fazendo 26 a 24.

A segunda etapa do confronto de ontem foi a mais tranquila para os mineiros. Eficiente no ataque e no bloqueio, o time comandado pelo técnico Ricardo Picinin não deu chances ao adversário e fechou em 21 a 17, para o delírio da torcida que compareceu à rua da Bahia e para a loucura do técnico Marcelo Fronckowiak, que já foi comandante do Minas.

Tendo a última oportunidade de não deixar a partida acabar, o RJ Vôlei voltou para o terceiro set decidido a não ser o último do sábado. Os visitantes começaram melhor em quadra, mas logo deu para ver que não seria a manhã imaginada pelos cariocas. O Vivo-Minas ligou mais uma vez na tomada e partiu com tudo para decidir o jogo. Com isso, o placar da última etapa acabou sendo 21 a 18, fechando o compromisso em 3 a 0.

O técnico Ricardo Picinin não escondeu que a equipe minastenista foi surpreendida no começo, mas destacou a maturidade de seus jogadores para conseguir encaixar o jogo e buscar a vitória que pode ter aberto caminho para a semifinal da competição.

“Eles vieram com uma distribuição de jogo diferente, por isso tivemos um pouco de dificuldade no primeiro set. Mas fomos nos adaptando a esse novo estilo ao longo da partida, nossa equipe foi se encaixando e impondo nosso ritmo. A equipe esteve muito segura em quadra e não se deixou abater”, destacou Picinin.

Melhor do jogo

“Esperávamos uma partida muito dura, como aconteceu. A equipe deles começou com um ritmo bom, mas depois conseguimos encaixar nosso jogo e fomos superiores.”

Filip, Oposto do Vivo-Minas

Comandante

“Eles vieram com uma distribuição diferente. Nossa equipe foi se encaixando e impondo ritmo. A equipe esteve muito segura em quadra e não se deixou abater.”

Ricardo Picinin, Técnico do Vivo-Minas

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave