Canadá cancela o visto de envolvidos

iG Minas Gerais |

OTTAWA, Canadá. O Canadá se uniu aos esforços de outros países aliados e anunciou ontem o banimento de vistos de indivíduos acusados pelo governo de incentivarem a escalada de tensão da crise ucraniana.  

Nesta sexta, os presidentes Vladimir Putin e Barack Obama conversaram ao telefone. De acordo com a Casa Branca, Obama disse a Putin considerar que a Rússia violou a soberania e a integridade territorial da Ucrânia e sugeriu uma solução negociada para a crise. Putin, por sua vez, defendeu que as relações entre Rússia e EUA não devem ser “sacrificadas por desacordos por problemas internacionais pontuais”, informou o Kremlin.

Antes da conversa, o governo dos EUA anunciara as primeiras sanções contra a Rússia e ucranianos pró-anexação à Rússia desde o início da crise, ordenando a proibição de vistos dos Estados Unidos e o congelamento de bens de pessoas ainda não identificadas que seriam responsáveis pela ameaça à soberania do país.

Já os líderes da União Europeia concordaram em suspender vistos e negociações de investimentos a Moscou em resposta ao que consideram uma ocupação russa da Península da Crimeia. Em resposta, o ministério das Relações Exteriores russo declarou que o país “não vai aceitar a linguagem de sanções e ameaças e vai retaliar se forem impostas sanções”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave