Em dívida por boas atuações

Atacante alvinegro foi um dos destaques do time no segundo semestre de 2013

iG Minas Gerais | Thiago Prata e Victor Martins |

Está devendo. Torcida atleticana ainda não foi agraciada com grandes apresentações do atacante Fernandinho nas partidas de 2014
: Joao Godinho / O tempo 26.02.2
Está devendo. Torcida atleticana ainda não foi agraciada com grandes apresentações do atacante Fernandinho nas partidas de 2014

O Fernandinho rápido, habilidoso e perito em colocar os companheiros de Atlético na cara do gol ainda não foi visto em 2014. O início de temporada do jogador não é nem a sombra da participação brilhante do atleta durante o Brasileirão de 2013.

O camisa 11 do Galo não contribuiu com assistências ou gols nas oito partidas disputadas nesse ano, todas elas como titular. Um desempenho pífio para um atacante do calibre de Fernandinho, que encantou a Massa na última temporada.

Quem acompanhou com afinco o Brasileirão de 2013, viu que o velocista se mostrou um substituto e tanto para Bernard, vendido ao Shakhtar Donetsk-UCR. Os seis gols anotados e as cinco assistências no torneio nacional comprovaram isso. O atual momento é diferente, e o próprio jogador admite que está devendo boas atuações, mas confia numa volta por cima em breve.

“A torcida está acostumada com gols, com assistências, e tem alguns jogos que eu não faço. É continuar trabalhando, pois o jogador não vive apenas de bons momentos. E são nesses momentos que os verdadeiros jogadores, aqueles que são fundamentais, aparecem”, declarou o avante.

O curioso é que quando chegou, em meados de 2013, Fernandinho precisava de um tempo para treinar e se readaptar ao futebol brasileiro, após uma passagem pelo Al-Jazira-EAU. Só que quando entrou em campo, ele esbanjou talento, superando todas as expectativas.

Já em 2014, com direito a pré-temporada e os jogos do Mineiro – que logicamente são mais fracos que os duelos do Brasileiro, com exceção do clássico ante o Cruzeiro –, ele ainda não contribuiu de forma efetiva. Mas o atleta tem uma explicação.

“Estou um pouco ansioso (sobre não ter feito gol ainda em 2014). É até normal, acontece. Então é trabalhar um pouco mais focado, mais objetivo. Estou procurando fazer isso, mas quando a bola não entra, as coisas parecem ficar mais difíceis. Mas isso serve de lição, de aprendizagem para que eu possa crescer mais”, ressaltou o atacante.

De qualquer forma, Fernandinho acredita que, de uma forma geral, todo mundo está devendo, mas confia piamente que o elenco vai mostrar sua verdadeira força daqui pra frente.

“O início é sempre muito complicado, principalmente quando se começa da forma que começou. É fundamental essa mudança, e cada jogador está sentindo muito isso. Mas vencer é muito bom e passa confiança, ainda mais quando são jogos difíceis”, afirmou o velocista alvinegro.

Concorrência

De olho neles! Dois suplentes aparecem como principais concorrentes de Fernandinho nesse início de ano: Guilherme (três gols e uma assistência) e Neto Berola (dois gols), bastante elogiados por Paulo Autuori

8 partidas fez o velocista alvinegro nesse início de temporada

0 gols e nenhuma assistência conseguiu o atleta em 2014

Números

23 partidas disputou Fernandinho no Brasileiro do ano passado

6 gols e cinco assistências fez o avante no último Nacional

Explicação

“Estou um pouco ansioso, mas é até normal, acontece. Então, tenho que trabalhar um pouco mais focado, mais objetivo.”

Fernandinho, atacante do Galo

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave