Mais liberdade traz maior autoconfiança

iG Minas Gerais | Raquel Sodré |

Era a regra, até poucas décadas atrás, a mulher ser reprimida em seus desejos e educada para obedecer. Hoje já é possível comemorar uma mudança significativa nesses parâmetros, o que permite maior liberdade ao sexo feminino.  

“A mulher deu um salto absurdo. Quando eu era jovem, tinha que se casar com um só e pronto. Hoje a mulher pode ter dois, dez ou até mais parceiros durante a vida, isso não importa mais. Quando eu estudava em colégio de freira, a saia tinha que estar a 35 cm do chão e era medida com régua. Agora uso minissaia quase um palmo acima do joelho”, compara a cirurgiã plástica Vânia Marília Diniz, 72.

Para ela, essa liberdade se reflete na vida sexual das mulheres. “As minhas pacientes, em sua maioria com mais de 80, chegam em meu consultório e falam da sexualidade, leem muito sobre o assunto, buscam isso. As mulheres com mais de 60 (anos) hoje estão muito evoluídas”, relata.

Outro fator que contribui para essa liberação sexual muitas vezes tardia é a autoconfiança adquirida com o passar dos anos. “Com a idade, nós ficamos mais confiantes. O conhecimento e a sabedoria da idade nos dão uma maturidade incrível, que se reflete em qualquer situação”, opina a médica, que tem experiências de sobra: ela tem amigos pelo mundo todo, viaja sempre para encontrá-los, fez residência com o cirurgião plástico Ivo Pitanguy e é mãe de dois filhos – dentre outras atividades. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave