Bloco de exploração será penhorado

iG Minas Gerais |

Rio de Janeiro. A petroleira de Eike Batista fez ontem assembleia geral extraordinária para propor ratificação pelos acionistas da outorga do penhor do bloco de petróleo e gás BS-4, na Bacia de Campos, pela OGX, como garantia aos credores que concederam à empresa o empréstimo-ponte e, posteriormente, aos subscritores das debêntures emitidas pela OGX em 13 de fevereiro de 2014.

A Óleo e Gás Participações (antiga OGX) levou um seleto grupo de acionistas minoritários para uma visita ao navio-plataforma (FPSO) OSX-1, que incluiu encontro com o diretor-presidente da companhia, Paulo Narcélio. Apenas quatro acionistas participaram da viagem, no último dia 27. Em processo de recuperação judicial, o movimento da petroleira fundada pelo empresário Eike Batista mostra uma tentativa de retomar a sua credibilidade com os minoritários. Os minoritários partiram de helicóptero do Rio de Janeiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave