Barbalho lidera ranking de faltas, e Tiririca, de presença

Comparecimento foi semelhante ao de 2012, ano eleitoral

iG Minas Gerais |

CRISTIANO BORGES
undefined

Brasília. Uma pesquisa do site Congresso em Foco revela que o índice de comparecimento dos parlamentares às sessões da Câmara e do Senado em 2013 foi praticamente o mesmo do ano anterior, quando as atividades no Congresso foram prejudicadas pelas eleições municipais. Os dados foram disponibilizados pelas Casas legislativas.

De acordo com a pesquisa, cerca de 85% dos parlamentares participaram das 119 sessões plenárias no Senado. O número corresponde à mesma média de 2012, quando cada um dos 81 senadores compareceu a 107 (84,9%) das 126 sessões para votação.

Na Câmara, o índice foi de 82,6% para os 113 dias de votação na Casa em 2012. No ano passado, o índice foi de 81,3% para 91 reuniões para votação.

Apesar dos altos índices de presença, parlamentares de ambas as Casas registraram elevado número de ausências. No Senado, por exemplo, aumentou o número de justificativas, passando de 78% em 2012 para 88% no ano passado.

Na Câmara, os deputados aumentaram o índice de faltas que deixaram sem explicação: de 8% para 10% do total. Até o dia 15 de janeiro deste ano, a Casa não havia recebido esclarecimentos de 1.057 das 10.133 ausências acumuladas.

No Senado, o ranking dos mais faltosos é liderado pelo senador Jader Barbalho (PMDB-PA) pelo segundo ano consecutivo. De acordo com a pesquisa, Jader deixou de comparecer a cerca de 38,6% das 119 sessões da Casa.

Entre os mais assíduos, estão José Pimentel (PT-CE), Paulo Paim (PT-RS) e Ruben Figueiró (PSDB-MS), que faltaram apenas a uma sessão no ano.

Na Câmara, o deputado Marcelo Aguiar (DEM-SP) está no topo da lista dos faltosos, já que não compareceu a mais de 60% das sessões. Foram 68 faltas, sendo 61 delas justificadas.

Apenas 15 dos 513 deputados compareceram a todas as 113 sessões da Casa em 2013. Entre eles, está o palhaço Tiririca (PR-SP), que chegou a dizer que não continuaria na carreira política, mas desistiu e deve se candidatar à reeleição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave