Corinthians amplia Fiel Torcedor e cria moeda fictícia

Moeda se chama "corinthio" e projeto é feito em parceria com a patrocinadora master do clube

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Corinthians divulgou nesta sexta-feira um novo programa de fidelização e de relacionamento com o torcedor, que engloba o Fiel Torcedor e cria uma moeda fictícia: o "corinthio". Em parceria com a Caixa Econômica Federal, que já é a sua patrocinadora master, o clube lançou a nova República Popular do Corinthians, um projeto criado no ano centenário, em 2010.

O reformulado programa disponibilizou um novo plano do Fiel Torcedor, o "Meu Timão", com anuidade de R$ 29,90. Ele é focado no torcedor que não costuma ir a estádios por falta de hábito ou porque mora em outras cidades.

Enquanto isso, os integrantes dos outros planos do Fiel Torcedor já fazem parte desta nova República Popular do Corinthians.

Os novos participantes do programa, ao se cadastrar no site oficial, vão receber um cartão de crédito da Caixa. É dessa forma que o torcedor vai acumular os "corinthios", como um programa de milhas.

Os cerca de 100 mil torcedores já cadastrados no Fiel Torcedor, ao realizarem um novo cadastro, receberá um cartão de crédito. A Caixa afirma que o torcedor não é obrigado a usar cartão de crédito, embora irá recebê-lo.

Ao comprar ingressos ou produtos oficiais do clube e realizar gastos no cartão, o torcedor vai acumular "corinthios". Depois, poderá trocar a moeda fictícia por uma série de produtos, como camisas autografadas e visitas ao CT do clube, entre outros.

A Caixa já é patrocinadora do Corinthians e expõe sua marca na camisa do clube até o final deste ano. O contrato acabou de ser renovado. Segundo a diretoria corintiana, a tendência é que o vínculo seja ampliado.

Leia tudo sobre: futebolesportecorinthiansfiel torcedor