Fred abre mão de folga e treina, mas ficará fora de jogo

Mesmo de folga, Fred treinou, mas será poupado contra o Duque de Caxias, já que Flu está garantido na próxima fase

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Fred treinou normalmente nesta sexta-feira
Reprodução/Facebook
Fred treinou normalmente nesta sexta-feira

Embora tenha sido dispensado do treino que o elenco do Fluminense realizou na manhã desta sexta-feira, nas Laranjeiras, Fred abriu mão de sua folga e trabalhou normalmente com seus companheiros na atividade que visou o duelo deste domingo, contra o Duque de Caxias, em Volta Redonda, pelo Campeonato Carioca.

O atacante optou por treinar mesmo depois de ter defendido a seleção brasileira na maior parte do amistoso em que o time nacional goleou a África do Sul por 5 a 0, na última quarta-feira, em Johannesburgo, e desembarcado no País apenas nesta quinta após uma longa viagem de avião.

Com fome de atuar e mostrar serviço, embora conte com a plena confiança do técnico Luiz Felipe Scolari para a Copa de 2014, o jogador também pediu para jogar no domingo, mas o técnico Renato Gaúcho revelou nesta sexta-feira que preferiu dar descanso ao atleta e poupá-lo deste duelo válido pela 13ª rodada do Carioca.

"O Fred queria jogar. Conversei com ele, por ter sido uma viagem longa, eu havia dispensado do treinamento. Mas é aquilo que eu falo, ele está querendo, está se sentindo bem. Mas conversando com ele, devido a viagem, aniversário da filha dele, vamos deixar ele de fora do jogo. Não só ele, mas também o Valencia, o (Rafael) Sobis e o Conca", avisou o treinador, que depois negou que haverá relaxamento no domingo.

"Quero deixar uma coisa bem clara, não é porque estou poupando alguns jogadores que não vamos buscar a vitória. Não pensem que vamos passear em Volta Redonda porque o Fluminense já está classificado. Estou tirando porque os jogadores estão desgastados", justificou.

O comandante ainda lembrou que o Fluminense segue com chances de conquistar a liderança da tabela, hoje nas mãos do Flamengo, cinco pontos à frente da equipe tricolor. "A responsabilidade deste jogo é nossa. Eu sei da situação do nosso adversário, que está brigando contra o rebaixamento, mas estamos pensando na gente. Nossa situação é outra. Estamos brigando pelo primeiro lugar. Mesmo se não estivéssemos brigando por nada, meus jogadores seriam obrigados a correr", completou.

Leia tudo sobre: fredfluminensetreinofutebolesporte