Vivo-Minas quer impedir poder de superação mostrado pelo RJ Vôlei

Time mineiro fez melhor campanha do que o adversário das quartas, que perdeu importantes peças no decorrer da Superliga

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Ricardo Picinin elogia o adversário, que passou por dificuldades financeiras durante a temporada
ALEXANDRE ARRUDA - CBV
Ricardo Picinin elogia o adversário, que passou por dificuldades financeiras durante a temporada

Depois de vencer os dois jogos da fase de classificação contra o RJ Vôlei, o Vivo-Minas quer manter o retrospecto positivo diante dos cariocas para levar a melhor nas quartas-de-final da Superliga masculina.

Os dois times se enfrentam, neste sábado, às 10h, no primeiro duelo que vale vaga nas semi-finais. O Sportv transmite ao vivo a partida, que acontecerá na Arena Vivo.

Por ter feito a quarta melhor campanha, uma posição a frente do adversário, o Minas tem o direito de jogar a partida de abertura da série dentro de casa.

“Vencemos nos dois turnos e sabemos que eles têm sofrido com dificuldades financeiras. Mesmo assim, acredito em um jogo complicado. Estudamos muito o time deles", afirma o central Henrique, do Minas, esperança de bons saques pelo time do técnico Ricardo Picinin, que elogia o adversário.

"Estamos chegando bem depois de uma ótima semana de treinos. Nosso grupo está bem, mas há uma preocupação grande em relação ao time do RJ Vôlei. Eles têm um bom time, estão jogando com um poder de superação muito grande e acreditamos que agora eles vêm com tudo para conseguir mais essa classificação. Temos que estar muito atentos a isso", relata Picinin. Cariocas querem fazer valer a força do conjunto

O RJ Vôlei tem pouco a perder. Ficou sem seus principais jogadores - Maurício, Thiago Alves, Bruninho, Rodrigão e Leandro Vissotto - no decorrer da competição e teve que se virar com o que tinha. A dificuldade financeira atrapalhou muitos os planos do técnico Marcelo Fronckowiak, que teve a autorização para contratar novos jogadores negada por alguns times da Superliga. Como o prazo já havia se encerrado, era necessária aprovação unânime para novos registros, o que não aconteceu.

Mesmo assim, a equipe evoluiu nas últimas rodadas e chega com poder de superação para tentar incomodar o Minas e buscar uma classificação que já seria um título.

"O quinto lugar na fase classificatória nos deixou orgulhosos e agora vamos ao limite de nossas forças nos playoffs. Vejo brilho nos olhos de meus jogadores e isso é muito importante. Sabemos que serão confrontos difíceis, mas queremos estar competitivos e honrar a trajetória do voleibol carioca. O Minas conta com um grupo rico em material humano, porém isso não nos impede de buscar o melhor na partida", detalha Fronckowiak.

No último ano, RJ Vôlei e Vivo-Minas protagonizaram uma das semifinais da Superliga, que terminou com classificação do time fluminense somente no terceiro jogo.

O segundo jogo das quartas está marcado para a próxima terça-feira, no Rio de Janeiro.