Secretário que fez gesto obsceno em reunião pede exoneração

Marcello de Lima Santiago Faulhaber Campos já foi nomeado para a função de Diretor de Negócios da PBH Ativos S/A; no lugar dele foi nomeado Leonardo Amaral Castro

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Reunião do COMPUR para tratar da Nova BH e da Conferência de Política Urbana Presidida pelo Secretário Municipal de Meio Ambiente Custódio Matos. Onde o Secretario Adjunto de Planejamento Urbano Marcelo Faulhaber desrespeitou e agrediu os participantes, foi lavrado boletim de ocorrência e o secretário responderá judicialmente. Belo Horizonte MG. 28/11/2013. 

FOTO ÉLCIO PARAÍSO/BENDITA
ÉLCIO PARAÍSO/ BENDITA
Reunião do COMPUR para tratar da Nova BH e da Conferência de Política Urbana Presidida pelo Secretário Municipal de Meio Ambiente Custódio Matos. Onde o Secretario Adjunto de Planejamento Urbano Marcelo Faulhaber desrespeitou e agrediu os participantes, foi lavrado boletim de ocorrência e o secretário responderá judicialmente. Belo Horizonte MG. 28/11/2013. FOTO ÉLCIO PARAÍSO/BENDITA

O secretário municipal adjunto de Planejamento Urbano, Marcello de Lima Santiago Faulhaber Campos, foi exonerado de seu cargo nesta sexta-feira (7) e já não compareceu ao trabalho. A decisão está publicada no Diário Oficial do Município (DOM). De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o afastamento aconteceu a pedido de Campos. 

Pelas redes sociais, internautas comemoraram a saída de Campos. “ATENÇÃO, ATENÇÃO, ATENÇÃO! Faulhaber caiu! Atenção, movimentos! Vamos festejar! Convido os blocos do carnaval de BH pra sair em cortejo da Lagoinha em direção à Prefeitura para celebrar a boa nova!”, festejou pelo Facebook. “Certamente pediu a mando de alguém”, comentou um outro internauta.

O ex-secretário já foi nomeado para assumir a função de Diretor de Negócios da PBH Ativos S/A. Para a Secretária Municipal Adjunta de Planejamento Urbano foi nomeado Leonardo Amaral Castro. 

Em novembro do ano passado, durante uma reunião do Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) para discutir as políticas públicas do município, Campos protagonizou uma cena que acabou virando caso de polícia.

Após ser agredida verbalmente pelo então secretário adjunto, uma mulher que acompanhava a reunião chamou a polícia para registrar um boletim de ocorrência. Tudo começou depois que integrantes da PBH resolveram adiar a discussão a respeito do projeto Nova BH, que vai nortear o crescimento da capital nos próximos 20 anos. Ao invés de colocar a temática em pauta, começou-se a debater o cronograma da Conferência Municipal de Política Urbana, o que teria deixado representantes da sociedade civil irritados.

Exaltados, os populares passaram a direcionar críticas ao ex-secretário. Ele ficou nervoso e, durante a confusão, fez um gesto obsceno com o dedo do meio para uma das manifestantes. O secretário foi obrigado a se dirigir até uma sala, onde conversou com alguns policiais na frente da vítima e de uma testemunha.