Sada Cruzeiro foca em ritmo forte para não dar chances ao Maringá

Deslize nos play-offs pode culminar em saída repentina da Superliga, onde os cruzeirenses chegaram nas três últimas finais

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

ESPORTES - CONTAGEM MG - 4.2.2014 - SUPERLIGA MASCULINA DE VOLEI 2013/2014 - Partida entre SADA CRUZEIRO x MODA MARINGA no Ginasio Riacho em Contagem MG. Na foto, Renato (verde) do MODA MARINGA e Wallace (branco) do SADA CRUZEIRO.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
Douglas Magno / O Tempo
ESPORTES - CONTAGEM MG - 4.2.2014 - SUPERLIGA MASCULINA DE VOLEI 2013/2014 - Partida entre SADA CRUZEIRO x MODA MARINGA no Ginasio Riacho em Contagem MG. Na foto, Renato (verde) do MODA MARINGA e Wallace (branco) do SADA CRUZEIRO. Foto: Douglas Magno / O Tempo

Depois de fazer a melhor campanha na fase de classificação da Superliga masculina, com 18 vitórias em 22 jogos, o Sada Cruzeiro começa, neste sábado, às 21h30 um novo campeonato. O duelo das quartas-de-final contra o Moda-Maringá-PR, oitavo classificado, pode reservar a permanência ou saída do time da competição onde ele fez as últimas três finais. A partida está marcada para o Ginásio do Riacho, em Contagem, e terá transmissão ao vivo do Sportv.

O momento é de levar em consideração tudo que passou e saber que é preciso manter o bom ritmo de jogo que voltou a aparecer, com destaque, nas rodadas finais do campeonato nacional. Todo o rendimento da primeira fase pode ir por terra se o atual campeão do mundo não entrar focado para fazer valer seu favoritismo.

Por mais que o time paranaense não viva seu melhor momento, toda atenção é pouca, contra uma equipe que possui jogadores experientes e de muita qualidade. O levantador Ricardinho pode desequilibrar, principalmente se tiver o passe na mão. O argentino Quiroga é um dos responsáveis por dar volume de jogo à equipe  de Horacio Dileo. O central Acácio conhece bem o adversário, que lhe deu importantes títulos no período em que defendeu a equipe celeste. Além disso, o oposto Lorena tentará complicar as coisas com seus ataques de esquerda, além de muita provocação pra cima da China Azul, uma motivação que ele faz questão de levar para cada duelo.

"Temos que manter nosso padrão de jogo e saber que estamos diante de um time rodado. Se eles gostarem da partida, pode complicar. O Ricardinho foi e é um dos melhores do mundo na sua posição e precisamos tirar o passe dele. Assim, nosso bloqueio-defesa terá uma melhor condição de fazer a diferença", analisa Marcelo Mendez, técnico do Sada Cruzeiro. Saque para surpreender

Para quebrar o passe celeste e evitar que William tenha tranquilidade na distribuição, o saque será uma das armas do time paranaense. Horacio Dileo conhece bem o elenco cruzeirense e os caminhos necessários para ser uma das zebras das quartas-de-final. "O serviço é importante, mas todos os fundamentos precisarão estar bem. Se sacarmos bem, podemos conseguir quebrar a recepção e teremos mais chances de vencer. A final do Sul-Americano prova que é possível vencê-los, mas é preciso ir bem do início ao fim", destaca Dileo, tendo a quase vitória do UPCN como inspiração.

Na ocasião, o time argentino venceu os dois primeiros sets, mas viu o Sada Cruzeiro reagir nos três sets finais e levar o título continental para casa pela segunda vez.

A promessa é de um Riacho lotado para fazer valer o mando de quadra. Com a vitória, o time de Belo Horizonte precisará de apenas mais um triunfo em no máximo dois jogos para estar, de novo, nas semifinais, contra o vencedor de Vivo-Minas e RJ Vôlei.  Para marcar presença Os ingressos estão sendo vendidos, nesta sexta, nas bilheterias do Riacho, entre 8h e 18h, e na sede do Cruzeiro, na Rua Timbiras, 2.903, entre 8h e 17h.

No sábado, as vendas acontecem somente no poliesportivo, a partir das 9h, enquanto tiverem ingressos disponíveis.

O segundo jogo está marcado para Maringá, na quinta-feira que vem, onde o ginásio Chico Neto também deve receber grande público.