Agente diz que Schumacher 'segue em fase de despertar'

Ex-piloto alemão, de 45 anos de idade, permanece em coma induzido no Hospital Universitário de Grenoble

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A empresária de Michael Schumacher, Sabine Kehm, divulgou um comunicado nesta sexta-feira para informar que o estado de saúde do ex-piloto segue inalterado. O alemão de 45 anos de idade permanece em coma induzido no Hospital Universitário de Grenoble, onde deu entrada no dia 29 de dezembro de 2013, depois de sofrer grave acidente enquanto esquiava nos Alpes franceses.

"Michael ainda está em fase de despertar. A situação não mudou. Qualquer informação médica publicada que não é confirmada pela equipe de médicos que tratam Michael ou por sua assessoria deve ser considerada como não válida", afirmou a agente do heptacampeão mundial de Fórmula 1.

As informações a respeito da saúde de Schumacher têm sido raras, pois a família do alemão vem pedindo privacidade neste momento difícil, sendo que o comunicado anterior que falava sobre a situação do ex-piloto havia sido publicado no último dia 13 de fevereiro. Naquela ocasião, Sabine Kehm veio a público para informar que o piloto seguia em coma induzido e que "a fase de despertar pode levar um longo tempo".

"A família continua a acreditar fortemente na recuperação de Michael. O importante não é a velocidade da recuperação, mas que o processo de cura de Michael progrida de forma contínua e controlada", disse a empresária há três semanas.

Antes disso, a agente revelou que os médicos começaram no final de janeiro o processo que visa despertar Schumacher do estado de coma. Ele sofreu ferimentos graves ao cair e bater o lado direito de sua cabeça em uma pedra. Sua condição se estabilizou após a realização de duas cirurgias, depois de inicialmente ser descrita como crítica.

Maior campeão da história da Fórmula 1, Schumacher também é o recordista de vitórias, com 91 ao total. O alemão se aposentou em definitivo após o encerramento da temporada 2012 da categoria máxima do automobilismo.  

Leia tudo sobre: schumacherfasedespertaraposacidenteformula 1